Ainda é cedo, mas…




Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Ainda é cedo, mas…

O empate com o Volta Redonda apenas confirmou o que eu já havia comentado no texto anterior, ou seja, teremos que ter muita paciência com o novo Fluminense. A proposta de jogo do Fernando Diniz é diferenciada e certamente exigirá tempo para que o time consiga desenvolvê-la de forma segura.

Não gostei do que vi no primeiro tempo, no entanto, o time melhorou na etapa final. Encantou? Não. Mas buscou jogar em cima do adversário até achar o gol no final. Em alguns momentos, a afobação atrapalhou. Também acredito que a pressão pelo placar adverso tenha atrapalhado um pouco. Por sorte, o Volta Redonda perdeu o segundo pênalti.

Desde o início da partida, os jogadores buscaram jogar de acordo com a proposta idealizada pelo treinador Fernando Diniz. Considerando que o Campeonato Carioca é a oportunidade única para estabelecer um padrão tático, achei uma bola dentro. No entanto, não há como não ficar preocupado com a questão da qualidade técnica de alguns jogadores. O Ezequiel, por exemplo, mostrou que tem sérias dificuldades de dominar a bola.

Com relação aos destaques individuais, o João Pedro mudou a cara do ataque do Fluminense. O moleque entrou cheio de personalidade, buscou o jogo e incomodou bastante a defesa adversária. Ele ainda foi muito feliz na jogada que originou o gol de empate. O bico quase que rasteiro no meio da área só poderia dar no que deu. É muito raro ver um jogador arriscar esse tipo de jogada, mas o moleque não pensou duas vezes. Também gostei da atuação do Zé Ricardo, que subiu da equipe Sub-20.

No restante, é deixar o Fernando Diniz trabalhar em paz e cobrar da diretoria a contratação de um camisa dez aceitável. Ainda é cedo, mas é sempre bom sinalizar alguns alertas necessários…

Forte abraço!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE