ANS aplica intervenção fiscal à Unimed-Rio




A Agência Nacional de Saúde (ANS) instaurou regime de intervenção fiscal na Unimed-Rio, devido a problemas financeiros da cooperativa médica que tem mais de 1,1 milhão de usuários. No ano passado, a cooperativa registrou um prejuízo líquido de R$ 198 milhões. Além disso, o patrimônio líquido caiu cerca de 65% (foi para R$ 108,4 milhões) o caixa fechou negativo em R$ 164 milhões.

Os 5,3 mil médicos cooperados da Unimed-Rio terão que cobrir as perdas. A Unimed-Rio colocou seu hospital na Barra da Tijuca a venda e está pedindo cerca de R$ 500 milhões. Três investidores estão interessados.

Por Explosão Tricolor / Fonte: Valor

PUBLICIDADE