Árbitro que comandou o VAR em Coritiba x Fluminense fica de fora da próxima rodada do Brasileirão; CBF nega afastamento




Foto: Cesar Greco / Palmeiras



Árbitro não trabalhará na 5ª rodada do Brasileirão

O árbitro Wagner Reway, da Federação Paraibana de Futebol, responsável pelo VAR na derrota do Fluminense por 3 a 2 para o Coritiba, no último domingo (01), no Couto Pereira, ficou de fora da próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Na última quarta-feira (04), o Tricolor das Laranjeiras esteve na sede da CBF para contestar a arbitragem do jogo e emitiu uma nota oficial informando que a Comissão de Arbitragem reconheceu o erro no lance da cabeçada de Andrey em Yago Felipe.

“O Fluminense foi recebido pela Comissão de Arbitragem da CBF para tratar dos problemas ocorridos na partida contra o Coritiba. Dentre os lances polêmicos abordados na reunião houve consenso de que o lance da cabeçada de Andrey em Yago Felipe deveria ter sido revisado pelo VAR, o que não ocorreu. Diante disso, a comissão diligentemente informou que tomaria as medidas cabíveis.”

Vale ressaltar que Wagner Reway trabalhou nas quatro primeiras rodadas do Brasileirão. Ele foi o responsável pelo VAR nos jogos: Coritiba 3 x 0 Goiás (1ª rodada), Flamengo 3 x 1 São Paulo (2ª rodada), Avaí 3 x 2 Goiás (3ª rodada) e Coritiba 3 x 2 Fluminense (4ª rodada). Desta vez, porém, o árbitro não apareceu na escala de nenhum jogo entre esta quinta-feira e a próxima segunda-feira, tanto nas Séries A, B, C e D. No entanto, o presidente da Comissão de Arbitragem, Wilson Seneme, negou que o juiz tenha sido afastado.

Na terça-feira, a CBF divulgou a conversa entre a equipe de arbitragem e a cabine do VAR durante o jogo. Em um dos vídeos, é possível ver a revisão do momento e ouvir a conversa sobre o lance que gerou polêmica, na cabeçada de Andrey em Yago Felipe, pouco antes do próprio jogador do Coritiba marcar o segundo gol da equipe paranaense. O VAR questionou se Raphael Claus viu a jogada, o árbitro principal disse que sim e decide seguir sem punição.

– Cabeça com cabeça, ficam empurrando um ao outro – disse Raphael Claus, que no momento da agressão estava de costas. 

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: Globo Esporte

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE