Arquibancada vazia nesta quarta?




O fim do mundo não está logo ali! É isso mesmo galera tricolor: o tropeço contra o Vasco não serve de parâmetro para o restante da temporada do Fluminense. Vida que segue e esse time tem potencial para nos dar muitas alegrias ainda este ano.

Uma vez mais, porém, o assunto “torcida” tem que vir à tona. Não falo da que fica em casa apoiando o time do sofá. Falo da que vai ao estádio. A primeira parcial de ingressos vendidos para a partida contra a Grêmio na próxima quarta pela Copa do Brasil foi uma lástima: apenas cerca de dez mil tricolores compraram a sua entrada até agora.

Todas as desculpas possíveis para isso já foram respondidas em dois posts, inclusive com convite para o debate. Basta consultar as colunas dos dias 16 de maio (Onde está a torcida depois de 2009?) e 25 de abril (Vamos lotar o Maraca!). E a pergunta que fica é: o atual time do Fluminense não merece o apoio do torcedor?

De cara respondo: merece e muito! O que temos visto é uma garotada jovem, talentosa e que está dando o sangue em campo. O que mais o torcedor quer? Que o Diego Cavalieri faça gol driblando todo o time adversário?

Não meus amigos, não temos desculpa para não ir ao Maraca na próxima quarta. O horário do jogo permite que todos possam chegar cedo em casa e o local é plenamente acessível e conhecido por todos, além de ser tradicional. Não haverá maiores embates, já que o Grêmio só tem idolatria no sul do país. O ingresso não está com preço elevado e tem meia entrada em todos os setores. Até venda on line tem. Enfim, por todos os ângulos, inclusive financeiro, o jogo é viável para o torcedor.

É claro que a diretoria não poderia deixar de dar uma bola fora: não haverá gratuidade no setor sul, que é onde se concentra a maior parte da torcida. Ela só vai existir para o setor leste por uma razão óbvia: é o foco das equipes de TV e fica feio um estádio vazio mostrado ao vivo para todo o país.

Muitos irão falar que a derrota para o Vasco esfriou a torcida. Mentira! Mais uma fábula de quem, mesmo antes do jogo do último sábado, já não ia ao templo do futebol apoiar a equipe.

A democracia tricolor parece que tem lugar somente na frente do computador, tablet ou smartphone. Nesses ambientes virtuais o torcedor esbraveja, reclama do time, xinga a diretoria e corneta os jogadores. Mas, na hora de apoiar no estádio e elevar o astral do time, todo mundo some e ninguém assume a sua responsabilidade. Faça um exercício de consciência: quantas vezes você foi ao estádio apoiar a equipe nos últimos 12 meses? Tenho certeza que, para a maior parte, a resposta será “nenhuma”.

Portanto, se você é tricolor, mas tricolor mesmo, e está no Rio de Janeiro não deixe de levar a sua força para o Fluminense na quarta-feira. A parada é indigesta e a missão é dura: virar os 3 a 1 que tomamos no Rio Grande do Sul. E isso vai ficar mais fácil se contar com a participação da massa.

Se você não vai para as arquibancadas porque acha nossa diretoria meio “sem sal”, saiba que eu concordo. Mas nem por isso devemos boicotar a instituição Fluminense. Realmente nossos dirigentes são muito “almofadinha” e sem qualquer brio para gerir um clube de massa. Não chama o público; não tem carisma; não transparece fibra e raça nas atitudes e nas palavras. Mas, a partir do momento que você é tricolor, nada disso pode interferir. Que se dane se eles não falam a língua do povo! Se são “austeros sem paixão”. A torcida é o Fluminense e cabe a ela empurrar o time.

Podem me criticar. Podem falar que a culpa não é do torcedor, que é o dirigente que tem que motivar a torcida, dentre outras “lendas da torcida tricolor”. Mas saibam: vocês estão errados! E muito do sucesso ou do fracasso do time em campo este ano vai depender do apoio fora dele. Não cobrem o que vocês não querem dar, que é amor ao clube. Se a paixão é certa, ela deve demonstrada. Força galera! Nós temos condições de ser o famoso “décimo segundo jogador”.

Ser Fluminense acima de tudo!

Toco y me voy:

1. Nogueira falhou feio no primeiro gol do Vasco. Não se pode fritar o moleque agora, mas ele está com muita oportunidade de mostrar o seu futebol. Depois não reclama.

2. Abel Braga errou na escalação da equipe. Mesmo com Marcos Júnior deixando a desejar este ano, ele era uma opção melhor que Douglas. O Fluminense vinha jogando muito bem com três atacantes. Deveria ter mantido o esquema.

3. Ainda sobre Abel Braga, sou fã do cara. Mas, como qualquer trabalhador, deve ter as falhas apontadas para não repetir. E ele tem crédito com a torcida. Força Abelão!

4. Acredito que o Fluminense pode virar contra o Grêmio. O time de três cores gaúcho é bom, mas o verdadeiro Tricolor é melhor. Pra cima deles!

5. Henrique Dourado deveria comemorar seus gols com um gesto que simbolize um “queimar de língua”. O cara tá mandando bem demais nesta temporada e calando a boca dos críticos.

Evandro Ventura

VEJA MAIS:

+ Arquibancada vazia nesta quarta? (por Evandro Ventura)

+ Última parcial de ingressos vendidos para Fluminense x Grêmio

+ Copa Sul-Americana: LDU e mais duas equipes avançam de fase

+ Renato Chaves passa por cirurgia

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail:explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE