Com lucro operacional apenas no futebol, Fluminense divulga balancete referente ao primeiro trimestre de 2020




Nesta quinta-feira, o Fluminense divulgou, através do seu portal da transparência, o balancete referente ao primeiro trimestre de 2020. Segundo o documento, o clube apresentou um superávit de R$ 4.201.707,00. A receita operacional líquida foi de R$ 46.520.563,00.

No primeiro trimestre de 2020, o Fluminense tinha programado para receber R$ 12,2 milhões com transferências de jogadores a curto prazo, e R$ 37,1 milhões a longo prazo. Os valores são na maioria referentes à venda parcelada de João Pedro ao Watford, da Inglaterra, realizada no ano passado, e também incluem a venda de Jefferson Orejuela ao Querétaro, do México, em janeiro.

Atualmente, o  clube deve 50% dos salários de julho e 100% de agosto a jogadores e funcionários, além dos direitos de imagem do elenco de junho, julho e agosto.

Prejuízos nos Esportes Olímpicos e Social

Na divisão por áreas do clube, o futebol foi o único a dar lucro, seja no profissional (R$ 5 milhões) ou em Xerém (R$ 1,2 milhões). Os esportes olímpicos (R$ -1,6 milhões) e o clube social (R$ -428 mil) apresentaram prejuízos no período.

Clique aqui para ter acesso ao documento na íntegra

Fluminense apresentou lucro de R$ 4,2 milhões no primeiro trimestre — Foto: Reprodução

Diferença de receitas e despesas por área — Foto: Reprodução



Por Explosão Tricolor / Fontes: Fluminense FC, ge e Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE