E aí, Fluminense, qual é a pretensão?




Uma das qualidades que eu mais admiro no nosso treinador é a relação transparente que ele tem com a torcida.

No início do jogo entregou logo que o Léo tá indo embora pra Itália, sem rodeios. Ponto final.

Dito isto, muito me preocupa que o Abelão tenha elogiado a postura do time nesse jogo patético que fizemos na Bahia.

Só um time jogou. O Bahia pode considerar que perdeu 2 pontos, tamanha a falta de ímpeto ofensivo do Fluminense.

Era essa a proposta de jogo, professor?

Deu raiva ver o time abdicando de jogar pra frente. Qualquer pessoa que assistisse o jogo perceberia que era mera questão de tempo até sair o gol do Bahia. E, pra ser mais irritante ainda, o gol deles veio no final da partida.

A nossa sorte é que o ataque do Bahia é tão ruim que o Jorginho escolheu começar o jogo com o Vinícius jogando de “falso 9”.

Meus amigos, a verdade é que a gente escapou de sair derrotado e humilhado da Fonte Nova.

O meio de campo do Bahia fez o que quis no jogo. Marlon Freitas inexpressivo, nem marcou nem atacou direito, mostrou o quanto o Wendel é importante pra esse time. Orejuela ficou sobrecarregado na marcação e Scarpa, bom, o Scarpa merece um parágrafo à parte.

É evidente que desde que voltou de lesão o Gustavo Scarpa não conseguiu alcançar o nível de performance que vinha tendo antes. Tudo bem, acontece. Jogador passa muito tempo parado volta sem confiança, o garoto é bola, é o cara que bate diferente na pelota no nosso time.

Mas, uma coisa precisa ser dita, isso não pode torna-lo insubstituível.

Não dá pra deixar o Scarpa morrendo em campo. É cruel até com o próprio jogador. Acho que o Abel errou ao escolher o Marquinhos Calazans pra sair ao invés do Scarpa. E errou mais ainda ao escolher pôr o Maranhão.

Porra, professor, eu tô fechado contigo! Sei que sem tu no comando o barco estaria à deriva, mas Maranhão não, por tudo que é mais sagrado.

Qual é a pretensão de um time que sai pra enfrentar o Bahia, que tá beirando o Z-4, e se fecha esperando a oportunidade de um contra-ataque pra matar o jogo?

E lembrando que estamos falando de um time que leva gol a rodo como o nosso. Como confiar nesse tipo de postura? A nossa sorte é que a zaga jogou bem até, apesar de bater a cabeça em uns lances.

Quarta tem clássico. Botafogo não é nenhum timaço, mas sabemos que podem ser perigosos quando o jogo encaixa.

E aí, professor, qual vai ser a postura?

E aí, Fluminense, qual é a pretensão?

No mais, VENCE O FLUMINENSE!!!

Pitacos do Toni: 

– Léo indo embora. O moleque precisa evoluir muito ainda, é jovem, instável, mas pode ter um bom futuro, ainda mais se conseguir absorver a tradicional inteligência tática defensiva do futebol italiano.

– Bom saber que a recuperação do Sornoza vai bem. Capaz de pôr o Scarpa no banco quando voltar.  

– Acho impressionante o quanto caiu o futebol do Lucas do carioca pra cá. Espero que seja só uma má fase.

– Calazans fincando pés no time titular. Roubou umas 4 bolas ontem que geraram contra-ataques. Eu sinceramente espero que não o vendam. Ainda mais se for pra sair por mixaria.

– Outro que vem se consolidando é o Reginaldo. É meio atrapalhado? Sim, é, mas acerta mais do que erra nos botes por baixo e sai bem por cima. Tem potencial de evoluir mais ainda.

– Novela Marlon finalmente teve fim. Espero que chegue pra jogar. Gosto do Mascarenhas, mas disputa por posição é sempre positivo.

– Botafogo (casa), Coritiba (fora), Cruzeiro (casa). Vencer o clássico daria um gás legal pra engatar uma boa sequência na competição. Consistência que não temos há anos.

Toni Moraes

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail:explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE