Em texto publicado no portal UOL Esporte, André Rocha fala sobre a necessidade de adequar o modelo de jogo do Fluminense aos talentos de Nenê e Fred




Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.



Em texto publicado no portal UOL Esporte, o jornalista André Rocha analisou a derrota do Fluminense para o Volta Redonda e a importância de adequar o modelo de jogo ao talento disponível, em especial, aos experientes Nenê e Fred. Confira o texto na íntegra:

Fluminense de Roger Machado pode ser competitivo com Fred e Nenê?

“Os titulares do Fluminense estrearam com derrota no Carioca. Em Bacaxá, os 3 a 2 impostos pelo Volta Redonda tiraram a chance de deixar o estadual com a cara esperada, na polarização Fla-Flu. O time do norte do estado, inclusive, é o líder (temporário) da fase de grupos da Taça Guanabara, com 13 pontos.

Foi o primeiro jogo e é cedo para qualquer avaliação mais profunda. Sem contar a sentida ausência do zagueiro Luccas Claro, por problemas físicos, que dificultou o trabalho defensivo. Mas já é possível avaliar a relação entre a proposta de jogo do novo treinador, Roger Machado, e o elenco à disposição.

Nenê tem 39 anos. Fred, 37. Um é o principal articulador da equipe, outro o artilheiro – marcou os dois gols tricolores na partida em Saquarema. Não jogaram mal na estreia, longe disso. Nem são o problema do Fluminense, como a boa campanha no Brasileiro deixou claro.

Só que precisam jogar mais protegidos. Difícil fugir de um 4-2-3-1 com os dois “descansando” sem bola. Requer sacrifício dos companheiros e é melhor o time se resguardar dentro de uma proposta mais reativa. Marcação mais recuada em duas linhas de quatro, saída em velocidade pelos flancos. Nenê entrega o passe diferente, Fred a finalização precisa.

A ideia de Roger, porém, é de uma equipe que tem a bola, trabalhando com o ótimo meio-campista Martinelli e Yago Felipe na articulação por trás, e adiantando a marcação, apostando no perde-pressiona para recuperar no campo de ataque e ter volume de jogo.

Só que Fred e Nenê não entregam mais intensidade para colaborar na transição defensiva. Facilitam a saída da pressão e a chegada em velocidade do adversário contra a defesa exposta. Pior ainda sem o ritmo de competição adequado e com Frazan no lugar de Claro. Explodiu tudo atrás e Alef Manga e João Carlos foram precisos para fazer 2 a 0 em 21 minutos.

As fracas atuações dos ponteiros Luiz Henrique e Lucca deixaram tudo ainda mais complicado. Melhorou bastante no segundo tempo, com os meninos Kayky e Gabriel Teixeira. O cansaço do Volta Redonda também colaborou e os gols de Fred empataram o jogo.

Roger acreditou numa virada no abafa trocando Yago Felipe por John Kennedy, outro atacante promissor. Mas o treinador Neto Colucci também tinha reoxigenado sua equipe com substituições e aproveitou o Flu ainda mais exposto para o golpe letal: Alef Manga, de novo. Ganhando de Frazan.

O Fluminense teve 62% de posse e finalizou 23 jogos, dez no alvo. O Volta Redonda concluiu 18, metade na direção da meta de Marcos Felipe. Jogo aberto, a vitória poderia pender para qualquer lado. Pouco antes do gol da vitória, Gabriel Teixeira perdeu grande chance.

A derrota não deve pesar tanto na tabela. Ficar em segundo ou terceiro é quase indiferente para a semifinal do turno, ainda mais sem interferência de mando de campo. Isso se o campeonato não parar por conta das medidas restritivas no combate à pandemia.

Mas fica a reflexão para Roger Machado. A avaliação do treinador depois da partida foi precisa: “O fato de termos sofrido defensivamente, nos contra-ataques, foi pela forma como atacamos. Atacamos com um número de jogadores alto, o que nos proporcionou criar oportunidades de gols”.

A chave, para variar, é o equilíbrio. Não pode abrir mão da experiência de Nenê e Fred, especialmente na Libertadores. É obrigatório, porém, adequar o modelo de jogo ao talento disponível. O time tem que competir, mesmo com dois veteranos. Os cuidados de Odair Hellmann e Marcão não eram acaso”.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Tabela de classificação do Campeonato Carioca 2021

TIMES P J V E D GP GC SG %
1 Volta Redonda Volta Redonda 13 6 4 1 1 8 5 3 72
2 Flamengo Flamengo 12 5 4 0 1 9 2 7 80
3 Fluminense Fluminense 9 6 3 0 3 7 8 -1 50
4 Madureira Madureira 9 5 2 3 0 4 2 2 60
5 Portuguesa RJ Portuguesa 7 5 2 1 2 4 2 2 46
6 Resende Resende 7 5 2 1 2 4 8 -4 46
7 Botafogo Botafogo 6 5 1 3 1 4 3 1 40
8 Nova Iguaçu Nova Iguaçu 6 5 1 3 1 4 4 0 40
9 Vasco da Gama Vasco 5 5 1 2 2 6 6 0 33
10 Boavista FC Boavista 5 5 1 2 2 4 5 -1 33
11 Bangu Bangu 4 5 1 1 3 1 4 -3 26
12 Macaé Macaé 1 5 0 1 4 2 8 -6 6

Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE