Erros a serem corrigidos, escalação de Evanilson pelos lados, clássico contra o Vasco e muito mais; veja a coletiva completa de Odair Hellmann




Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.



Odair Hellmann concedeu entrevista coletiva após a derrota para o Figueirense

Após a derrota do Fluminense por 1 a 0 para Figueirense, na noite desta quarta-feira (11), o técnico Odair Hellmann concedeu entrevista coletiva no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC). Confira todas as respostas do comandante tricolor:

Derrota para o Figueirense 

Odair Hellmann: Placar ruim. Nós tivemos, no geral, abaixo daquilo que vínhamos produzindo nos jogos anteriores, principalmente de produção ofensiva. Até criamos oportunidades, mas menos chances perigosas, menos situações claras de gol. Aconteceu uma derrota que não estava no nosso pensamento. A derrota ela tem que doer, mas a gente precisa rapidamente se restabelecer porque tem um clássico no final de semana e essa decisão, no mata-mata tem o segundo jogo dentro de casa. Precisamos estar mentalmente fortes, fisicamente, taticamente, para que a gente possa conseguir a classificação. Temos que nos fortalecer rapidamente, assim que se faz em uma derrota.

Atuação do adversário 

Odair Hellmann: A equipe adversária competiu muito, fez muitas faltas, truncou o jogo, desacelerou nossa equipe. Tivemos dificuldade para quebrar essa linha de marcação. Nos jogos anteriores tínhamos conseguido quebrar bem os blocos baixos, mas dessa vez tivemos mais dificuldades. Isso facilitou para quem marca quem joga no contra-ataque. Foram criando situações de perigo nos contra-ataques e nas bolas paradas – o gol surge de uma bola parada. E quando você joga contra um time que joga com um bloco lá embaixo e competitivo como eles foram… Isso tudo fez com que não conseguíssemos produzir volume e vencer a partida.

Fim da sequência de vitórias

Odair Hellmann: No futebol tem que ter equilíbrio. Não é porque vínhamos de quatro vitórias seguidas que éramos os melhores do mundo. Não é porque perdeu hoje que está tudo errado. É esse equilíbrio que eu como treinador tenho que ter e tenho. Os jogadores têm que ter e têm. A direção tem, nós todos temos aqui dentro. Então sabemos que derrotas durante um processo acontecem, nós não trabalhamos e jogamos para isso. E quando vence três, quatro, cinco partidas, aqui dentro tem muito tranquilidade e equilíbrio porque sabemos que no próximo jogo os adversários vão trazer ainda mais imposição, porque você vai ganhando e chamando atenção.

Erros a serem corrigidos

Odair Hellmann: Quando tivemos a sequência de vitórias eu disse que tínhamos coisas a acertar, e seguimos tendo ajustes a serem feitos.

Aspecto emocional para o mata-mata

Odair Hellmann: Não, não é questão emocional. É emocional do jogo, não é só pela competição. A gente sabe da importância das competições, da Copa do Brasil. A gente está concentrado, trabalhando muito forte para conseguir a classificação, mas você tem um adversário pela frente. Hoje o adversário dificultou o jogo, conseguiu impor essa dificuldade de marcação, desacelerou o jogo. E nós, ofensivamente, temos uma produção muito grande, de gols, oportunidades… Coisa que a gente não conseguiu fazer muito hoje.

Escalação de Evanilson pelos lados do campo

Odair Hellmann: O Evanilson atuou nas duas funções, mas, principalmente por dentro. Ele iniciou por dentro, mas até os 20, 25 minutos do 1º tempo não tínhamos conseguido na parte ofensiva quebrar essa linha de marcação baixa do adversário. E como em todos os outros jogos temos essa troca de função, essa movimentação, essa liberdade ofensiva… Tentamos trazer o Wellington para o outro lado, o Marcos Paulo para dentro, até gerou uma chance de gol no cabeceio no fim do 1º tempo. No 2º tempo seguimos de todas as formas tentando mexer nessa variação ofensiva, porque não estávamos criando dificuldade. Mas não conseguimos desequilibrar, das outras vezes deu certo.

Clássico contra o Vasco 

Odair Hellmann: Temos um jogo importante para pensar no fim de semana, um clássico à frente. É uma sequência pesada de jogos. Precisamos analisar bem. Eu tenho sentado com a comissão técnica sempre após os jogos para fazer uma avaliação criteriosa para sempre buscarmos entrar no jogo seguinte o mais forte possível. Sabemos que na semana que vem há esse jogo importante da Copa do Brasil. Vamos avaliar todos os jogadores.

Provável desfalque de Gilberto 

Odair Hellmann: O Gilberto, provavelmente, está fora. Talvez até do jogo da semana que vem. Sentiu a perna. Mas isso ainda vai depender de avaliações. Os demais precisaremos fazer uma análise criteriosa para saber quem levar a campo. Mas tenham certeza que vamos colocar jogadores que estejam melhor possível.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE