Fluminense e a mania de Robin Hood do Brasileirão




Digão

Já faz um tempo que o Fluminense tem aprontado dessas. Adora roubar pontos dos times fortes e perdê-los para os fracos. Primeiro o Paraná, agora o Ceará.

Espero que pare por aí.

Estava em um evento profissional muito importante no final de semana, achei até, por um momento, que não conseguiria ver o jogo. Mas, sabe como é… a gente que é apaixonado sempre dá um jeito.

E olha… que futebolzinho hein. O time tava cansado? Tava sim. A vitória contra o Palmeiras no meio de semana foi suada.

Agora, sinceramente, nosso problema não foi só físico.

A despeito dos bons resultados no pós-copa, o Fluminense não vem jogando bem, apesar de ter demonstrado muita vontade.

Nosso setor de criação está muito pobre, precisando urgentemente de oxigenação. Não dá mais pra aguentar Mateus Norton no time titular. Não é possível.

O esquema com três volantes dá mais segurança ao sistema defensivo mas nos priva muito de criação. Desse jeito todo jogo será uma batalha tremenda pra construir chances.

Por outro lado, a escassez de peças para o meio de criação talvez seja o motivo da opção do Marcelo Oliveira por colocar três homens de marcação em campo.

Infelizmente teremos que insistir com o Sornoza por falta de opção. O cara não vem jogando nada, mas o que fazer se não há peças pra posição no elenco?

Luciano pode fazer a função? Não creio que seja a dele. Nem a do Everaldo e do Júnior Dutra pelo que mostraram. Todos esses jogadores são peças pra jogar mais à frente.

Já que sobra peça na frente, que tal tentar um 4-3-3? Esse esquema não nos livra da necessidade de um camisa 10, mas tendo ponta pra desafogar o time cria opções.

Precisamos ver também qual é a do Bryan Cabezas, se chega em condições de ser titular.

Eu tentaria colocar o time mais pra frente, com o Jadson voltando ao papel de segundo homem do meio de campo, função na qual rendeu bastante no começo do ano.

O que não dá é pra ficarmos presos à escalação de Mateus Norton e Dodi como soluções. Já mostraram que não o são.

Chega de perder pontos pros times mais fracos do campeonato.

No mais, VENCE O FLUMINENSE!!!

Pitacos do Toni:

– Richard despencou, precisa pegar banco pro Airton.

– Eu jogaria com dois atacantes de velocidade nas pontas e o Pedro centralizado. Qual seriam esses dois atacantes? M. Júnior, M. Alessandro, Everaldo, Dutra, Pablo Dyego, Luciano?

– Renato Chaves de saída pro time do Carille. Oscilou muito na passagem pelo Fluminense, fez partidas épicas, como a partida na altitude pela Sul-americana, mas entregou muito gol. Só pra urubuzada foram uns três. Agora verdade seja dita: sempre foi muito homem e encarou de frente as críticas, sem mimimi e beicinho, como certos traíras. Desejo sorte ao atleta.

– Dutra e Digão na lista da Sul-americana. Quem deveria preencher a terceira vaga? Acho que o Marcelo vai colocar o Luciano, por ser mais versátil que o Everaldo. Eu faria a mesma opção.

– Quinta-feira a batalha vai ser forte. Precisamos fazer bom resultado pra corrermos o mínimo de riscos no jogo de volta. A maratona de jogos vai ser pesada nos próximos meses.

Toni Moraes



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE