Frescobol x Futebol: Kayky, a reencarnação do drible brasileiro!




Kayky e Nino (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



‘’O futebol brasileiro é uma mistura de dança e capoeiragem’’ – Gilberto Freyre

O Torcedor Tricolor não aguenta mais o frescobol, a posse de bola pela posse de bola, o jogo medíocre que hipertrofia dados estatísticos que, em si mesmo, nada significa. O tal do ‘’jogo posicional’’, a ‘’rebimboca do Tiki Taka’’ é a festa dos tímidos – ninguém chama ninguém para dançar. O rapaz não chama a moça bonita para a dança. O futebol copiado da Europa que, por sua vez se autoproclama moderno, é a antítese do futebol arte brasileiro!

Abaixo o frescobol! Queremos futebol, drible e dança! Reivindicamos o direito ao belo, ao futebol como obra de arte!

Sobretudo no primeiro tempo, o jogo entre Fluminense e Nova Iguaçu foi uma festa dos tímidos. Frescobol, 274% de posse de bola inócua e… nada de futebol! O Flu era lento, previsível e, sem a movimentação dos jogadores de frente, foi marcado facilmente pela equipe da baixada. No segundo tempo, com lampejos de futebol brasileiro, o Tricolor fez o placar. Triste e preocupante. Vivemos da esmola de um ou outro lance inspirado!

Abaixo o frescobol! Queremos futebol, drible e dança! Reivindicamos o direito ao belo, ao futebol como obra de arte!

E o que preocupa? A dificuldade do Time de Guerreiros para furar a retranca, o ferrolho adversário. O Nense não criava, não apostava no drible, na aproximação, na tabela, na triangulação e na movimentação veloz. Repito: nos raros momentos de lampejo e lucidez, o Flu criou boas jogadas e conseguiu esculpir o placar – 3 a 1! A exceção foi o menino Kayky. Emanando brasilidade, o jovem ponta Tricolor driblou, inventou o espaço e, no começo do segundo tempo, marcou um golaço – uma verdadeira obra de arte!

Abaixo o frescobol! Queremos futebol, drible e dança! Reivindicamos o direito ao belo, ao futebol como obra de arte!

Chega do toque de bola sem objetividade, do ‘’jogo dinista’’, da falsificação do verdadeiro futebol. Chega de mediocridade, de compactação das linhas, da ‘’da tonga da mironga da intensidade’’, do ‘’bla-bla-bla da transição de não sei que lá’’.  O ‘’tiki taka com complexo de vira-latas’, o jogo copiado do futebol europeu é uma língua que nasceu morta, um latim falado pelos fanhos. Precisamos recuperar os princípios da escola brasileira de futebol, atualizar os conceitos de nossa tradição futebolística, para criarmos uma modernidade autêntica no futebol. Kayky é o profeta da renascença do drible! A esperança de vitória sobre a mediocridade! 

Abaixo o frescobol! Queremos futebol, drible e dança! Reivindicamos o direito ao belo, ao futebol como obra de arte!

Kayky é a reencarnação do drible, do jogo solto e desamarrado. Kayky é o sinal da possibilidade de um futuro melhor, da esperança no porvir, do renascimento de um futebol verdadeiramente brasileiro. O golaço do menino de Xerém provocou no torcedor a reminiscência da finta, do jogo lúdico, da ginga, dos gestos de lirismo. Kayky reencarna o futebol como dança e capoeiragem. Além do futebol arte praticado pela Joia Tricolor, o jogo valeu pelo gol 400 do ídolo Fred e, como já aludi, por lampejos de lucidez e bom futebol!

Abaixo o frescobol! Queremos futebol, drible e dança! Reivindicamos o direito ao belo, ao futebol como obra de arte!

-Kayky é a reencarnação do drible, o algoz da mediocridade geral, o líder da revolta contra o ‘’jogo dinista’’! Abaixo o frescobol…

Teixeira Mendes



Tabela de classificação do Campeonato Carioca 2021 (ative a rotação automática do celular para ver a tabela completa)

TIMES P J V E D GP GC SG %
1 Volta Redonda Volta Redonda 20 9 6 2 1 16 10 6 74
2 Flamengo Flamengo 19 8 6 1 1 18 4 14 79
3 Portuguesa RJ Portuguesa 17 9 5 2 2 14 4 10 62
4 Fluminense Fluminense 16 9 5 1 3 14 10 4 59
5 Botafogo Botafogo 12 9 2 6 1 10 8 2 44
6 Madureira Madureira 12 9 2 6 1 8 10 -2 44
7 Resende Resende 11 9 3 2 4 8 14 -6 40
8 Vasco da Gama Vasco 10 8 2 4 2 13 11 2 41
9 Boavista FC Boavista 10 9 2 4 3 10 10 0 37
10 Nova Iguaçu Nova Iguaçu 9 9 2 3 4 11 12 -1 33
11 Bangu Bangu 5 9 1 2 6 4 16 -12 18
12 Macaé Macaé 1 9 0 1 8 4 21 -17 3

PUBLICIDADE