Liderança isolada com toque de mestre




A torcida do Fluminense terá papel fundamental nesta nova fase (Foto: Vinicius Toledo/Explosão Tricolor)
Fluminense: uma verdadeira explosão tricolor no Maraca! (Foto: Vinicius Toledo/Explosão Tricolor)
Fluminense: uma verdadeira explosão tricolor no Maraca! (Foto: Vinicius Toledo/Explosão Tricolor)

O placar do jogo foi bem mentiroso. O Bangu era para ter feito mais um gol, mas o bandeirinha errou. E o Fluminense era para ter feito mais uns quatro, mas o goleiro adversário resolveu catar tudo, só que não…

O Fred tentou de diversas formas, mas só conseguiu estufar a rede uma vez. E com um belo “toque de mestre”. Um gol de muita técnica, coisa de quem é diferenciado quando o assunto é finalização.

O goleiro do Bangu continuou determinado no objetivo de sacanear o Fluminense e sua bela torcida. Por falar na torcida, gostei de ver a festa da galera. Dentro e fora da arquibancada, a torcida de guerreiros deu um verdadeiro show. Que seja apenas o começo de uma nova “era dourada” da torcida mais bonita do mundo. O Fluminense precisa bastante da força da arquibancada. O show tá começando…

A reta final do jogo foi esquisita. O Bangu contra-atacava com perigo e o goleiro deles parecia a “Muralha da terra do banco financeiro do Conca”. Quando tudo parecia perdido, Jean, um dos destaques do jogo, deu um passe magistral para o garoto Robert entrar na cara do “goleiro invocado”. Desta vez não teve jeito: Robert se inspirou no Fred e também deu o seu “toque de mestre” por cima da muralha da Zona Oeste. Coisa de gente diferenciada. Só não pode mascarar, pois tem futebol de sobra para arrebentar. Torço muito por isso. 

Liderança isolada confirmada com o empate do “vice de todos”. Nada mal para um time que está iniciando sua história. Ainda não está fantástico, na verdade, nem sei se será. Mas de uma coisa não podemos reclamar: a rapaziada tem atuado de forma honesta. Vamos aguardar os clássicos, mas dentro da nossa nova realidade, estou gostando. 

EXPLOSIVAS DO GUERREIRO:

1 – Cristóvão tem o dom de destruir castelos de areia. Quando o Lucas Gomes resolveu aparecer, o nosso treinador passou o cerol no cara. Não entendi nada! No intervalo, ele destruiu o lado direito do time, que, diga-se de passagem, foi o que deu certo no primeiro tempo.

2 – Apesar de ter perdido um gol feito, gostei do segundo tempo do Marlone. Mais avançado pelo lado esquerdo, criou muitas jogadas perigosas. 

3 – Wellington Silva foi o melhor em campo. Espero que a torcida deixe o cara trabalhar, pois ele é o melhor lateral direito do elenco.

4 – Muito obrigado, Jessica Hentzy, Rodrigo Sousa, Leandro Alves, Eduardo Mury, Vinicius Viana, Eduardo Bruno, Alan Petersen, Paulo Gomes e Renata Bustamante. O Explosão Tricolor tá sinistro. Pelo menos foi o que ouvi da galera lá no Maracanã. Como a voz do povo é a voz de Deus…

Saudações Tricolores

Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

PUBLICIDADE