Marcos Felipe bate recorde histórico no Fluminense




Marcos Felipe (Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC)



O calendário extenso – e insano – do futebol brasileiro em 2021 em razão da pandemia de Covid-19 proporcionou que Marcos Felipe batesse um recorde na história do Fluminense. O goleiro disputou 76 jogos no ano, ultrapassando a marca do zagueiro Jair Marinho, que foi a campo 75 vezes em 1960.

O recorde foi alcançado em razão da realização de partidas do Brasileirão 2020 neste ano em decorrência dos três meses de paralisação das competições no ano passado. O levantamento é de João Boltshauser, historiador especialista na história do clube.

– É muito difícil você jogar tantas partidas no ano assim, pois depende de muito descanso, preparação mental, ter uma alimentação correta e regularidade, etc. Dentro do nosso clube temos grandes profissionais que nos auxiliam nisso tudo, são os preparados de goleiros, psicóloga, nutricionista… Graças a Deus conseguir terminar a temporada sem lesão, isso é uma coisa que conta muito. Espero que ano que vem possamos fazer um grande ano – disse Marcos Felipe à reportagem sobre o recorde.

Quem também entrou no top 5 foi o volante Yago, em campo 72 vezes no ano. Ele aparece na quarta colocação no ranking, atrás dos 73 jogos disputados pelo ex-goleiro Kléber em 2005.

Jogadores do Fluminense com mais partidas em um mesmo ano:

  • 1º) Marcos Felipe (2021) – 76 jogos
  • 2º) Jair Marinho (1960) – 75 jogos*
  • 3º) Kléber (2005) – 73 jogos
  • 4º) Yago Felipe (2021) – 72 jogos
  • Clóvis (1960) – 72 jogos
  • 6º) Edmílson (1960) – 71 jogos*
  • Renato (1976) – 71 jogos
  • Magno Alves (2002) – 71 jogos
  • 9º) Escurinho (1960) – 70 jogos
  • Marco Antônio (1975) – 70 jogos

* Tanto Jair quanto Edmílson disputaram três jogos pelo Torneio Inicio, competição na qual as partidas tinham duração menor do que os convencionais 90 minutos.

Titular absoluto, Marcos Felipe esteve em campo nos 76 dos 80 jogos do Fluminense neste ano, pelas seguintes competições: Brasileirões de 2020 e 2021, além de Libertadores, Carioca e Copa do Brasil. O goleiro só não foi utilizado em quatro ocasiões, contra Grêmio e Sport, que o Tricolor utilizou reservas (Muriel agarrou), e nas duas primeiras rodadas do Carioca, quando o clube utilizou o time Sub-23 (Pedro Rangel foi o titular).

  • 36 jogos – Brasileirão 2021
  • 13 jogos – Carioca
  • 11 jogos – Brasileirão 2020
  • 10 jogos – Libertadores
  • 6 jogos – Copa do Brasil

Apesar do calendário inchado em razão das temporadas coladas e do recorde de Marcos Felipe, o ano de 2021 não foi o que o Fluminense fez mais jogos. A maior marca é de 2002, quando o clube disputou 85 partidas oficiais. Vale lembrar que naquela temporada houve a realização de uma edição maior do extinto torneio Rio-São Paulo, na qual o Flu foi a campo 15 vezes.

Por outro lado, em razão da competição, o Tricolor utilizou reservas em um turno inteiro do Carioca, em um total de 11 jogos. Com isso, o único jogador de 2002 que figura no top 10 de mais partidas foi o atacante Magno Alves, com 71 aparições.

Anos em que o Fluminense disputou mais partidas:

  • 1°) 2002 – 85 jogos
  • 2°) 2021 – 80 jogos
  • 3°) 1975 – 77 jogos
  • 2005 – 77 jogos (2 anulados)
  • 5°) 1960 – 76 jogos (3 de Torneio Início)
  • 6°) 2017 – 75 jogos
  • 7°) 1978 – 74 jogos
  • 2009 – 74 jogos
  • 9°) 1992 – 72 jogos
  • 2003 – 72 jogos

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: ge

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE