Marcos Felipe e os novos trajes da Leiteria Metafísica




Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.



Depois da partida contra o Goiás, o Torcedor Tricolor voltou a sonhar com o bom futebol. Não o futebol do ‘’jogo posicional’’ que, infelizmente, nem a imprensa de Bruzundangas sabe explicar. O público voltou a sonhar com a possibilidade do jogo brasileiro, o futebol que se realiza pela movimentação, pela tabela, pelo um-dois, pela triangulação. Voltamos a sonhar com a jogada que evoca o Nheengatu do futebol nacional, o vocabulário de todos os boleiros que, num surto catastrófico de vergonhosa tolice, o Marquês de Pombal da SUIPA pensou um dia ser capaz de proibir.

A primeira etapa do jogo contra o Bahia caminhava na mesma direção. O Tricolor jogava solto, era ofensivo e criava boas oportunidades. Com Nenê e Fred, nossa dupla de veteranos, o Flu esbanjava ofensividade e força criativa. Luiz Henrique, forte e veloz, ditava o ritmo e o compasso de um Pó de Arroz ousado e impetuoso. O Fluminense atacava, mas também defendia com eficiência. Depois de uma bola roubada no ataque, em boa trama, o Time de Guerreiros abriu o placar. O Tricolor poderia ter ampliado o placar. Poderia…

Meu personagem da semana, contudo, é o arqueiro Marcos Felipe. Com as saídas de Fred e Luiz Henrique, o time soteropolitano foi convidado para a partida. O time de três cores da primeira capital do Brasil esboçou uma reação, enquanto o Tricolor das Laranjeiras recuava de forma perigosa e imprudente. Sem o mesmo ritmo, o Fluminense cedeu espaços para o Bahia que tropeçava em suas próprias limitações técnicas. Apesar de tudo, o time de Salvador conseguiu ser perigoso. E, nos momentos de ímpeto do time baiano, surge a estrela do Camisa Um Tricolor!

Nelson Rodrigues, em uma crônica sobre São Castilho, afirmou: “Castilho era bom, era ótimo, era formidável. Mas um arqueiro tem os limites da condição humana. Ora, Castilho fazia defesas sobrenaturais. E todo mundo começou, por trás do arqueiro, a ver a influência extraterrena da leiteria. […] Ora, o Fluminense jogou bem domingo e foi superiormente orientado. Mas porque a leiteria esteve presente, e salvou, com a trave, quatro gols, eu a promovo a meu personagem da semana“. Além de uma boa performance, o goleiro Marcos Felipe também contou com a ajuda extraterrena da sorte. O goleiro foi bem justamente nos lances em que era criticado, nos arremates de fora da área. E onde a sorte esteve presente? Justamente aí, amigo leitor. Se o Tricolor tivesse sofrido o empate em um chute de fora da área, um mundo de críticas desabaria sobre o jovem arqueiro do Flu.

Marcos Felipe ainda está longe da excelência de Castilho, o maior goleiro da história do futebol mundial, mas foi o destaque da última partida. Contra o Bahia, na Fonte Nova, o arqueiro Tricolor esbanjou técnica. Nosso Camisa Um fez defesas importantes, protagonizou lances de técnica e capacidade física. Ao lado dele esteve também o espírito da sorte Tricolor, a Leiteria Metafísica. Além da solidão e do preparo, um grande guarda metas também precisa exigir a presença da sorte, da Leiteria. A verdade, amigo leitor: Marcos Felipe foi o grande nome do Fluzão na partida! 

Desejo que o jovem arqueiro consiga ocupar o posto de herdeiro da dinastia de grandes goleiros do Tricolor! Que a Leiteria Metafísica esteja com Marcos Felipe…

Teixeira Mendes

Clique aqui e inscreva-se no meu canal (Laranjeiras Rádio)



Confira a agenda tricolor na reta final do Brasileirão 2020:

35ª rodada

10/02 – Quarta-feira – 21h30 – Fluminense x Atlético-MG – Maracanã

36ª rodada

15/02 – Segunda-feira – 18h – Ceará x Fluminense – Arena Castelão

37ª rodada

21/02 – Domingo – 18h15 – Santos x Fluminense – Vila Belmiro

38ª rodada

25/02 – Quinta-feira – 21h30 – Fluminense x Fortaleza – Maracanã



Tabela de classificação (ative a rotação automática do celular para ver a tabela completa)

TIMES P J V E D GP GC SG %
1 Internacional Internacional 66 34 19 9 6 57 31 26 64
2 Flamengo Flamengo 64 34 19 7 8 62 43 19 62
3 Atlético-MG Atlético-MG 60 34 18 6 10 58 42 16 58
4 São Paulo São Paulo 58 33 16 10 7 53 36 17 58
5 Fluminense Fluminense 56 34 16 8 10 49 40 9 54
6 Palmeiras Palmeiras 53 33 14 11 8 46 32 14 53
7 Grêmio Grêmio 53 34 12 17 5 46 35 11 51
8 Corinthians Corinthians 48 33 13 9 11 41 39 2 48
9 Bragantino Bragantino 47 34 12 11 11 48 39 9 46
10 Santos Santos 47 34 12 11 11 48 48 0 46
11 Athletico-PR Athletico-PR 46 34 13 7 14 31 31 0 45
12 Atlético Goianiense Atlético-GO 46 35 11 13 11 35 41 -6 43
13 Ceará Ceará 45 34 12 9 13 48 46 2 44
14 Sport Sport 38 34 11 5 18 27 44 -17 37
15 Fortaleza EC Fortaleza 38 34 9 11 14 31 35 -4 37
16 Bahia Bahia 37 35 10 7 18 41 58 -17 35
17 Vasco da Gama Vasco 37 34 9 10 15 34 49 -15 36
18 Goiás Goiás 33 35 8 9 18 37 60 -23 31
19 Coritiba Coritiba 28 34 6 10 18 29 47 -18 27
20 Botafogo Botafogo 24 34 4 12 18 28 53 -25 23

PUBLICIDADE