Notas das atuações: Fluminense 2×2 Ceará






Comentários e notas das atuações

Muriel

Bola na pequena área é do goleiro. Sendo assim, o goleiro tricolor deu mole no lance do gol do Ceará. Não teve culpa no segundo gol sofrido. No restante, fez uma boa defesa no segundo tempo. Nota: 5,0

Igor Julião

Foi atropelado pelo lado esquerdo cearense e não ganhou nenhuma disputa de bola. Se atrapalhou na maioria da subidas ao ataque. Atuação pra lá de sofrível. Nota: ZERO

Nino

Bloqueou tentativas de finalizações do Ceará, cortou cruzamentos e ainda se virou para cobrir as falhas de Julião. Nota: 8,0

Digão

Assim como o Nino, bloqueou tentativas de finalizações do ataque cearense, realizou vários cortes e ainda fi bem nas antecipações. Porém, entregou feio o segundo gol. E isso pesa na hora de ser avaliado. Nota: 4,0

Danilo Barcelos

Deu belo cruzamento para o gol de Luiz Henrique e fez o gol salvador que garantiu o empate para o Fluminense. No restante, foi razoável na marcação. Nota: 7,0

Dodi

Teve muito trabalho na marcação. Bloqueou algumas ações ofensivas do Ceará, porém, não conseguiu fazer um bom trabalho de transição. Nota: 5,5

Hudson

Apresentou muita lentidão na marcação, não conseguiu ajudar no lado direito e ainda fez um gol contra. Péssima atuação. Nota: ZERO

Yago Felipe

Saiu logo no início por causa de uma fisgada na parte posterior da coxa esquerda. SEM NOTA

Nenê

Iniciou a jogada do primeiro gol. No restante, armou algumas das raras ações ofensivas, porém, entregou duas bolas para o Ceará contra-atacar. Numa delas, Digão travou o Sóbis, mas a bola foi para fora. Na sequência, Hudson fez o gol contra. Nota: 4,5

Fred

Sofreu por conta da incapacidade de criação do time. Mas ainda assim, foi importante nos dois gols. No primeiro, prendeu os dois zagueiros para o Luiz Henrique entrar livre para cabecear. Já no segundo gol, deu bela ajeitada de cabeça para o Danilo Barcelos marcar o gol salvador no final. Nota: 5,5

Luiz Henrique

Marcou um belo de cabeça e obrigou o goleiro Fernando Prass a realizar boa defesa no final do primeiro tempo. Deu uma apagada na segunda etapa e foi substituído. Nota: 6,5

André

Entrou na vaga do Yago Felipe logo no início da partida, porém, não deu a dinâmica que o time tanto necessitava. Foi bem na marcação, inclusive, bloqueou algumas ações do Ceará. Nota: 5,0

Caio Paulista

Entrou na vaga de Hudson. Se movimentou bastante, ajudou na recomposição e deu o cruzamento que originou o gol de empate do Fluminense. Nota: 6,0

Paulo Henrique Ganso

Entrou no lugar do Nenê e melhorou a armação de jogadas nos quinze minutos finais de jogo. Nota: 6,0

Marcos Paulo

Entrou na vaga de Luiz Henrique. Até tentou um u outra jogada, deu um bom cruzamento desperdiçado pelo ataque, mas não conseguiu levar tanto perigo. Segue em baixa. Nota: 3,0

Felippe Cardoso

Entrou na reta final. Nota: SEM NOTA

Odair Hellmann

A escalação foi correta, mas desmoronou logo com três minutos de jogo após saída do Yago Felipe. O correto seria até colocar o Ganso, porém, seria temerário juntá-lo com Nenê e Fred logo no início da partida. Porém, a opção pelo André não deu a dinâmica que o time necessitava. Cabe até o questionamento sobre a situação do Miguel, que pulou as divisões de base, mas não é opção no profissional.

O Fluminense foi dominado pelo Ceará durante boa parte do jogo. A equipe tricolor foi pobre na transição e em termos de criação. Melhorou um pouco após a entrada do Ganso, que trabalhou melhor a bola no setor de meio de campo. O empate não foi merecido, mas é importante ressaltar que a falha grosseira do Digão fi decisiva.

No restante, precisa rever as escalações de Igor Julião e Hudson.

Nota: 3,0

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE