Notas das atuações: Paraná 2×1 Fluminense





Matheus Alessandro e Sornoza se salvaram na derrota do Fluminense para o Paraná

Julio Cesar – O camisa 22 do Fluminense fez grande defesa na primeira etapa e contou com a ajuda do travessão em outro lance. Sem culpa nos gols sofridos. Nota: 6,0

Gum – Fez alguns cortes e ainda evitou algumas finalizações do ataque adversário. Nota: 5,5

Renato Chaves – Realizou alguns cortes, mas andou errando passes. Deu a assistência para o gol de Pablo Dyego. Nota: 5,5

Luan Peres – Sofreu com o Marlon e não deu conta do recado. Falhou no segundo gol do Paraná. Nota: 3,5

Léo – Atuação sofrível. Além de errar quase tudo, ainda cometeu o pênalti que originou o primeiro gol do Paraná. Nota: 2,0

Richard – Mais um que teve atuação sofrível. Muitos erros de passes e marcação frouxa. Fica a pergunta: está com problema físico? Nota: 3,0

Jadson – Ao contrário dos jogos anteriores, não conseguiu realizar a transição. Nota: 4,0

Junior Sornoza – Apesar de não ter sido decisivo, o camisa dez do Fluminense não se omitiu do jogo. Procurou jogar o tempo todo, mas os companheiros não ajudaram. Nota: 6,0

Marlon – Dividiu com o Robinho o título de pior do Fluminense em campo. Na defesa foi uma avenida e no ataque não existiu. Nota: ZERO

Marcos Junior – Saiu lesionado logo no início do jogo. SEM NOTA

João Carlos – Disposição não faltou, mas futebol que é bom… Muitas trombadas lá na frente. E só. Nota: 3,0

Robinho – Atuação melancólica da contratação de R$ 7 milhões que causou estragos nos bastidores do Fluminense durante a temporada passada. Vontade zero. Nota: ZERO

Matheus Alessandro – Entrou na segunda etapa e deu luz ao setor ofensivo do Fluminense com um bom volume de jogo pelo lado esquerdo. Arriscou até boas finalizações. Nota: 7,0

Pablo Dyego – Entrou na reta final da partida e mostrou presença de área para marcar o gol de honra do Fluminense. Nota: 6,5

Abel Braga – Desta vez, a equipe teve uma atuação sofrível. Não criticaremos a opção por ter poupado o Gilberto, mas a entrada do Robinho na vaga do Marcos Junior não deixou de ser uma falta de coerência já que o Matheus Alessandro e Pablo Dyego possuem mais velocidade. O time ficou totalmente engessado até a entrada do Matheus Alessandro. Nota: 4,0


Clique aqui para saber maiores detalhes e participar da Flu Fest 2018!

Por Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE