O caso Marcos Paulo




Marcos Paulo (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



O torcedor do Fluminense tem que aturar cada uma! A mais nova é a dificuldade na renovação de Marcos Paulo. Com uma multa de 45 milhões de euros, o atacante revelado em Xerém está longe do futebol que apresentou no ano passado, mas a extensão do contrato tem que ser prioridade.

Nos últimos anos, a torcida tricolor já se acostumou a ver suas joias partirem para outros clubes por um valor irrisório, isso quando recebemos algo em troca. João Pedro, Daniel, Ibañez, Pitaluga e muitos outros garotos formados na base nos trouxeram a esperança de que a solução dos nossos problemas pudesse estar em casa. Não só dentro de campo, poderiam nos ajudar bastante financeiramente também. Nada feito!

O medo é que Marcos Paulo seja o próximo. Aquela que poderia ser a maior venda da nossa história passou a ser um problema que pode terminar entrando nessa lista. 

Jovem, atacante, jogador da seleção de base de Portugal e com passaporte europeu. Os predicados são muitos, porém esbarram em um ponto: um contrato mal amarrado, a poucos meses do fim.  A partir de janeiro, o Marcos Paulo fica livre para assinar contrato com qualquer clube. Ainda que o presidente tenha dito que o atleta renovaria caso uma venda não acontecesse, como acreditar se nosso histórico recente é tão ruim?

Gerson, hoje do outro lado do muro, foi a maior venda da nossa história e mesmo assim ficamos devendo. Algumas coisas chegam a ser cômicas.

O futebol que o atacante tem apresentado é quase nulo, é verdade. Entretanto, tratar quem há alguns meses era a nossa mina de ouro como mais um está longe de ser algo sensato. 

Agora, o que resta é torcer. Torcer e pedir a João de Deus que essa renovação saia logo, até porque de novela já basta a de Dodi, que tem tido uns capítulos bem modorrentos…

Curtinhas:

– A torcida segue no aguardo por um lateral-direito de fato.

– Na esquerda, o Orinho já foi. Agora só falta o Egídio.

– Pelo visto, Soteldo fica no Santos por enquanto e deve encarar a gente. Estou curioso para ver quem Odair escalará na lateral-direita, mas acho que vamos passar uns maus bocados independente de quem for. E, do outro lado, ainda pode ser que o alvinegro tenha a volta de Marinho.

– Tomara que o Yuri já reúna as condições mínimas para atuar, porque já deu de Hudson. Se for para ser mais ousado, já que jogamos em casa, que entre o Ganso no lugar.

Saudações Tricolores, galera!

Carlos Vinícius Magalhães



PUBLICIDADE