Os tempos mudaram




Nathan (FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)



O Fluminense deu mole dos grandes em pleno Maracanã. A torcida até compareceu em razoável número: 27 mil presentes. A bola rolou e a rapaziada foi pra dentro do Atlético-GO, porém, no futebol, existe uma parada que geralmente costuma ser cruel: o tal do detalhe.

O Samuel Xavier achou o Germán Cano livre na pequena área, mas o nosso hermano perdeu um gol feito. Inacreditável! Da arquibancada, confesso que cheguei a pensar o seguinte: “Será que hoje não é o dia do Fluminense?” Infelizmente, não era mesmo… Logo depois, David Braz foi expulso, os goianos passaram a dominar e meteram dois gols ainda no primeiro tempo. Baita estrago…

Na etapa final, Fernando Diniz fez algumas mudanças e o time até criou boas oportunidades, mas não conseguiu sequer marcar o gol de honra.

Grande chance desperdiçada, mas que serve para frear a empolgação de parte da torcida. O Fluminense segue com muitos problemas consequentes de escolhas equivocadas na montagem do elenco. Alguém aí já parou para imaginar o valor mensal que sai dos cofres do clube para pagar os apáticos Nathan e Willian Bigode? Certamente é um valor que daria para trazer um titular de excelente nível para o meio ou para o ataque.

E o Cris Silva? Até quando insistirão com esse rapaz? Mais uma vez foi uma avenida para o adversário fazer a festa. Não é possível! Isso é sacanagem com a torcida. Ainda tem Wellington, Caio Paulista, etc… Jogador ruim às vezes faz uma meia dúzia de jogos razoáveis, mas isso não significa sinal de evolução. Quem é ruim, é ruim mesmo.

O Campeonato Brasileiro está muito nivelado, a tabela de classificação é a maior prova disso, porém, é necessário ligar o sinal de alerta. Nos últimos quatro jogos foram três derrotas e apenas uma vitória. Já passou da hora de acordar!

Uma coisa que me chamou atenção foi o comportamento da torcida depois que o Felipe Melo entrou em campo. Na ocasião, o jogo estava 2 a 0. Cada vez que o volante tocava na bola, gritos de “Ruf, ruf, ruf” tomavam conta da arquibancada com força. Não sei se estou ranzinza, mas sou da turma que ficava puta da vida com uma derrota dentro do Maracanã para um Atlético-GO da vida, mas os tempos mudaram…

Para encerrar, a arbitragem mais uma vez foi um fiasco, mas a diretoria do Fluminense deve soltar uma nota ou tomar um café da manhã na CBF na segunda feira…

Curtinhas:

– Samuel Xavier teve uma atuação bem aceitável.

– Ganso fez falta,

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE