Portal lista as razões pelas quais a diretoria do Fluminense segue confiando no trabalho de Odair Hellmann




Foto: Divulgação / Fluminense F.C.



Odair Hellmann ainda conta com o respaldo da diretoria tricolor

Após a eliminação precoce do Fluminense na Copa do Brasil, o técnico Odair Hellmann foi um dos principais alvos da torcida tricolor. Além de críticas nas redes sociais, o treinador teve o nome citado em protestos no desembarque da delegação.

Embora na dinâmica do futebol brasileiro situações como essas correm risco de mudar em dias, a diretoria não pense na interrupção do trabalho do técnico neste momento, apesar da crescente insatisfação dos torcedores tricolores e até de correntes internas no clube.

Mesmo com as saídas precoces tanto na Copa do Brasil quanto na Sul-Americana, a cúpula do futebol acredita que Odair ainda tem capacidade de realizar uma campanha sólida no Brasileirão. Diante deste cenário, o portal “Globo Esporte” listou as razões da confiança da direção do Fluminense no trabalho do treinador:

Retrospecto no Internacional

A consistência de resultados de Odair no Inter foi uma das principais razões de sua contratação pelo Fluminense. O treinador pegou o clube gaúcho em dificuldades, retornando da Segunda Divisão e, em quase um ano e 11 meses, obteve 61 vitórias, 27 empates e 28 derrotas (um aproveitamento de 60,34%). Não conquistou títulos, mas levou o time à classificação para a Libertadores. Na visão da diretoria, essa solidez poderia fazer o Fluminense ter um Brasileirão sem drama de luta contra o rebaixamento e, quem sabe, brigar por objetivos maiores.

Gestão do vestiário

Outro ponto que pesou para sua contratação no início do ano foram as informações recebidas de ser um bom administrador de vestiário. O que a diretoria comprovou com os próprios olhos no Fluminense. O treinador, chamado de “Papito” por todo o elenco, tem bom relacionamento com os jogadores e tem conseguido manter um ambiente positivo e evitar vaidades, com o desafio de ter que lidar com atletas badalados no banco de reservas, como são os casos de Ganso e Fred. No ano passado, por exemplo, Ganso chegou a ter problema de relacionamento com Oswaldo de Oliveira.

Trabalho com jovens

Os anos de formação como treinador nas categorias de base do Inter no currículo também pesam a favor do técnico. Em um Fluminense com dificuldades financeiras, a diretoria acredita que Odair tenha capacidade de identificar potenciais dos jogadores formados em Xerém para que possam ser utilizados no time principal.

Indicações de reforços

As conversas da diretoria com Odair sobre reforços também mostram que não há o pensamento de interrupção de trabalho. Inclusive, o recém-contratado Danilo Barcelos e Lucca, próximo de acertar com o clube, foram indicações do treinador. para a sequência da temporada.

Exemplo do passado

Por fim, a diretoria entende que uma mudança de comando só atrapalharia os rumos do time, usando o passado recente como exemplo. Nos últimos cinco anos, o clube trocou 15 vezes de treinador, uma média de três por temporada, e o time só ganhou a Primeira Liga em 2016 e não conquistou nenhum título de expressão e sequer ficou entre os 10 primeiros no Campeonato Brasileiro.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor / Fonte: Globo Esporte

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE