Quanto vale o show?




Foto: Fluminense

Olá, amigos leitores do Explosão Tricolor!

Ontem estivemos presentes em mais um jogo do Fluminense, desta vez contra a Universidad Católica, do Equador.

Alguns pontos me chamaram a atenção, e não podemos deixar que corram soltos.

Estamos passando por uma crise interna grave, com uma sucessão de trapalhadas e falta de explicações. Clara falta de engajamento da torcida, por motivos óbvios e, na minha opinião, justos. Informações desencontradas… outras, claramente maquiadas ou inventadas. Enfim, estamos nos sentindo no limbo… num vácuo desagradável e preocupante. E é aí que entra o primeiro ponto que me chama a atenção:

Embora o time do Fluminense oscile muito entre ótimos e péssimos jogos, o que também é natural por conta do jovem elenco, estamos todos vendo que a crise que o clube atravessa está sendo blindada de forma habilidosa pelo Abel Braga.

O time do Fluminense briga por cada palmo de campo, demonstra uma raça contagiante, nos representam dignamente, e quando a oscilação é para o bem, aparecem os talentos de nossa inigualável fábrica de craques. E na boa: no Brasil, somente o Santos se aproxima do Fluminense na quantidade de excelentes jogadores revelados em suas categorias de base.

O restante é midiático, como ocorre com um vizinho que recentemente vendeu um jogador para a Espanha por R$145 milhões! Um carinha que não faz um décimo do que o Wendel faz, com todo o respeito ao vizinho e a toda a mídia que o promove fervorosamente.

Então, voltando ao assunto, o Abel segura o Fluminense da portaria à cozinha. A verdade é essa. Com outro treinador, o Fluminense não estaria rendendo no limite, e esses talentos poderiam estar todos queimados a esta altura. Fato!

O segundo ponto que me chama a atenção, passa um pouco por um assunto rapidamente citado acima: Se o carinha de 16 anos do vizinho (que é uma aposta….e apostar é assumir riscos) vale R$ 145 milhões – alavancados, obviamente, com mobilização dos veículos de comunicação, que sabemos também quais são – QUANTO VALE O WENDEL, QUE É UMA REALIDADE? Gostaria muito de saber, e acho que é vital o engajamento da torcida do Fluminense nesse assunto, para não sermos novamente vítimas de má avaliação e, pior, de mais uma venda obscura, sem valores divulgados, e mal executada.

Portanto, espero que a diretoria ao menos entenda o tamanho do Fluminense, e o canhão financeiro que eles têm na mão.

Não me venham, pelo amor de Deus, com o papo de …”Por menos de 15 milhões de euros a gente não conversa.” Lembrem-se que o vizinho vendeu o dele por R$ 145 milhões!!!! E de novo: o dele não faz 1 décimo do que o nosso faz! O que esse cara joga é absurdo. O que esse cara corre é inacreditável. O desempenho técnico e tático desse cara é de craque veterano. Também não aceito o argumento de que o carinha do vizinho é atacante (e atacante vale mais), e o nosso é volante.

O nosso é volante, cabeça de área, meia, armador, finalizador, e embora não seja atacante, já fez vários gols, enquanto o carinha do vizinho (aquele de R$ 145 milhões) não fez ainda NENHUM GOL! Lembrem-se disso, querida diretoria.

Para finalizar, gostaria que todos os tricolores fizessem uma reflexão:

Vocês sentem saudade do Thiago Silva? Do Marcelo? Do Washington? Do Thiago Neves? Do Deco? E de tantos outros (até dos mercenários e dos ingratos)?

Então imaginem o seguinte: se vocês pudessem voltar no tempo para rever esses caras com a nossa camisa no Maracanã, vocês entrariam na máquina do tempo? Vocês iriam ao Maracanã para matar a saudade desses caras?

Então a minha proposta é:

Compareçam ao Maracanã e vejam o Wendel, o Scarpa, o Richarlison, o Calazans, o Mascarenhas. É de encher os olhos! E daqui a pouco, eles não estarão mais conosco. Certamente, no momento em que isso ocorrer, muitos sentiremos remorso por não termos ido mais vezes ao Maracanã para assistirmos esses caras, que estarão em grandes clubes europeus.

Portanto, galera, não deixemos que as trapalhadas e o amadorismo de quem gere o clube afetem o amor que temos pelo Fluminense.

Não deixemos o Fluminense se apequenar.

Vamos encher o Maracanã, por eles: por Abel Braga e por esses craques.

Na primeira oportunidade que tiverem, o clube venderá esses meninos, e muitos de nós lamentaremos por não termos visto mais vezes esses jogadores com a nossa camisa no Maracanã.

O Fluminense somos nós. Quem atrapalha o clube ou tem interesses pessoais, é passageiro e a história apaga.

Não deixem de ir. Vale demais a pena!

Um abraço,

Daniel Coelho

Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail:explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE