Roger Machado aponta o que mais chamou a sua atenção no futebol praticado pelo Fluminense na temporada 2020




Roger Machado (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)



Treinador também enalteceu a mescla entre jogadores experientes e jovens da base

Durante a sua coletiva de apresentação, na manhã deste sábado (27), no CT Carlos José Castilho, o técnico Roger Machado foi perguntado sobre o que mais chamou a sua atenção no futebol praticado pelo Fluminense na última temporada. O treinador destacou a organização tática do time das Laranjeiras. Segundo ele, o Tricolor apresentou uma proposta de jogo bem definida.

– A continuidade do trabalho do Odair na figura do Marcão mostrou questões importantes dentro do campo. A estrutura tática é diferente, mas é um time extremamente organizado, a gente consegue entender qual a proposta de jogo, a forma e os elementos inseridos dentro daquela construção. O que eu gostaria de frisar é algo que percebi quando cheguei. Todos os elementos técnicos e táticos foram reproduzidos em campo porque se produziu um ambiente de muita cooperação entre todos os setores.
– Acredito muito que os acertos, a estrutura acima do campo harmoniosa, isso vai chegar dentro do campo. Isso eu consegui enxergar nitidamente e faz entender a razão dessa campanha que o clube fez no Brasileiro: o talento do Odair de organizar dessa forma, a continuidade com Marcão e essa união da juventude com jogadores mais maduros. Minha vivência como atleta, quando se é jovem, tem o ímpeto da juventude, mas precisa do mais experiente. Não dá para fazer time só com experientes, porque a gente busca trazer o jogo com nossa velocidade, o ideal é sempre o equilíbrio.
– O jovem precisa dessa segurança, desse suporte, esse guarda-chuva dentro de campo. Sobretudo no último jogo, com estádio vazio, você consegue ouvir dentro de campo. Vi muitas vezes isso acontecer com Fred, Nenê, Ganso, uma hora com cobrança, com incentivo, pedindo uma atitude que poderia ter sido diferente. A gestão desse ambiente é que pode nos levar a essas conquistas. (…) Com 20 anos, joguei uma final de Libertadores, e logo tomamos um gol. A reação do jovem é procurar os mais experientes. Procurei o Luís Carlos Goiano, que disse: “Calma, neguinho, não aconteceu nada, o jogo está normal”. Ele me deu a tranquilidade de seguir na partida – disse Roger Machado.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Agenda do Fluminense:

1ª rodada da Taça Guanabara

04/03 – Quinta-feira – 18h – Resende x Fluminense – Maracanã

2ª rodada da Taça Guanabara

07/03 – Domingo – 16h – Fluminense x Portuguesa – Maracanã

3ª rodada da Taça Guanabara

14/03 – Domingo – 18h – Flamengo x Fluminense – Maracanã



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE