Sinal dado




FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.



Para quem esperava um sacode do Atlético-MG em cima do Fluminense, o empate no Mineirão deve ter dado uma azia danada. Pois é, futebol tem dessas coisas… Bastou a bola rolar para a visão pré-jogo de muitos ir para o ralo. O primeiro tempo foi todo verde, branco e grená.

A equipe comandada pelo técnico Odair Hellmann buscou o ataque sem medo de ser feliz. E o garoto Luiz Henrique foi um colírio para quem gosta de futebol de verdade. Com leveza, alegria e ousadia, o garoto passeou no Mineirão. Deu gosto de ver. Assim como deu gosto de ver a jogada iniciada pelo garoto que terminou com um golaço do Caio Paulista. E que golaço!

Definitivamente, a etapa inicial foi de total domínio tricolor. Além de sempre buscar o ataque, o time conseguiu encaixar muito bem a marcação e, consequentemente, anulou o Atlético-MG. Grande atuação, porém, ainda tinha o segundo tempo.

Sendo assim, era óbvio que o líder do Brasileirão retornaria cheio de força para tentar reverter o placar. E assim foi…

Os mineiros deram uma sufocada no Fluminense, mas cederam espaços, que, infelizmente, não foram aproveitados. O Atlético-MG acabou achando o gol de empate, mas nem isso foi capaz de fazer o Tricolor baixar a guarda. A equipe seguiu jogando de peito aberto, mas andou pecando na última bola.

Dentro de todo o contexto, o empate foi muito positivo, mas o legal dessa história é que ele veio acompanhado de bom futebol e até de nó tático na etapa inicial.

Ponto importantíssimo, que deixou o Fluminense ainda mais dentro do G-6, pois quem está atrás já precisa de mais de uma rodada para tirar o Tricolor do seleto grupo.

Pés no chão sempre, mas o sinal de que dá para fazer ainda melhor foi dado.

Curtinhas

– Foi bacana ver o Caio Paulista enaltecendo o trabalho da psicóloga do clube.

– Muriel foi gigante.

– Grande atuação da dupla Nino e Digão. Jogaram muito mesmo!

– Igor Julião, Dodi e Yago Felipe também merecem os nossos aplausos.

– Mais uma vez, o Egídio deixou a desejar.

– Hudson era para ter saído na reta final da partida, pois não se aguentava mais em campo.

– O elenco ainda necessita de contratações e até de um ou outro garoto do Sub-20. Samuel Granada tá voando…

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE