Tempos difíceis, mas o pulso ainda pulsa




David Braz (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



Vamos lá…

Primeiramente, vitória importantíssima sobre o Sport. Ok, foi contra um time do Z4, mas os três pontos foram sagrados, pois o Fluminense se afastou ainda mais da zona de risco. Além disso, o time se mantém vivo na luta por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Até aí, tudo tranquilo! Porém, a vitória não pode servir para mascarar os problemas.

Sob o ponto de vista tático, a opção pelo 4-4-2 pode ser considerada como algo positivo. O time criou chances, mas a pontaria estava péssima. É a tal da última bola, que é um problema crônico desse time. Fred até balançou a rede, mas o gol foi anulado. Também teve pênalti ignorado pela arbitragem…

Na etapa final, Cazares entrou e, surpreendentemente, jogou o fino. É o que todo mundo fala: esse equatoriano tem técnica diferenciada, porém, joga apenas quando quer. Caio Paulista também entrou e o Fluminense voltou a jogar no 4-3-3. O time seguiu criando chances, mas voltou a esbarrar no problema da péssima pontaria. Em uma das raras vezes que acertou, Luiz Henrique carimbou a trave.

Lá da arquibancada, confesso que fiquei até sem força para realizar qualquer tipo de manifestação. Parecia que a minha energia havia sido sugada, mas ao mesmo tempo não acreditava que o Fluminense sairia de campo sem a vitória diante de um adversário tão fragilizado.

No finalzinho, todo o apoio dado durante boa parte do jogo foi transformado em grito de “time sem vergonha”, porém, o Gravatinha, que apareceu em cima da hora, deu um jeito de resolver a situação. Com excelente cruzamento do Marlon, que fez uma boa partida, David Braz marcou o gol salvador para delírio dos poucos mais de 3,6 mil abnegados(as). Alívio tricolor no Maraca, bota alívio nisso!

Após o apito final, o time se recusou a realizar o tradicional agradecimento à torcida. Postura lamentável! Em pleno 2021, jogador que não aguenta pressão e críticas, não pode vestir a camisa de um gigante como o Fluminense. No entanto, essa atitude não é nenhuma surpresa, pois representa muito a forma que atual gestão trata o seu torcedor. Tempos difíceis, muito difíceis, mas o pulso ainda pulsa.

Observações:

– O David Braz é uma grande surpresa positiva nesta reta final de temporada. O gol da vitória acabou sendo um prêmio pela boa sequência de atuações desde que ganhou uma oportunidade na zaga.

– Gostei da atuação do Marlon.

– John Kennedy dá outra movimentação ao ataque. Em um time bem treinado, esse garoto poderá fazer grandes estragos em 2022.

– Lucca provocando a torcida do Fluminense é o fim dos tempos…

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18 (clique aqui)

– Clique aqui e realize a sua inscrição no nosso canal do YouTube!

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE