Uma grande injustiça com o Luccas Claro




Luccas Claro (Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC)



A coluna “De Prima”, do portal UOL Esporte, divulgou a seleção dos melhores do Brasileirão 2020 eleita por capitães, treinadores da Série A e jornalistas.

Apesar de sua excelente campanha, o Fluminense não teve nenhum representante. É claro que isso não é o fim do mundo, mas também não pode passar batido. Não incluir o Luccas Claro, que jogou um futebol de primeira linha durante todo o campeonato não deixa de ser uma grande injustiça.

Os zagueiros escolhidos foram o Gustavo Gómez, do Palmeiras, e Victor Cuesta, do Internacional. Os dois também são excelentes zagueiros, mas o primeiro, por exemplo, não se destacou mais que o xerifão tricolor no Brasileirão. A impressão que tenho é a de que ele foi escolhido por conta de sua grande participação na vitoriosa campanha alviverde na última Copa Libertadores da América.

Sem problema, o que importa é que o cara da camisa 4 do time de guerreiros conquistou a torcida tricolor com um grande futebol, comprometimento, honradez, humildade e profissionalismo. Inclusive, é importante lembrar que ele perdeu o pai há menos de um mês, mas entrou em campo três dias depois para encarar o Atlético-MG.

Definitivamente, o Luccas Claro é um gigante.

Para encerrar, contra tudo e contra todos, o Fluminense segue mais vivo do que nunca!

Forte abraço e ST!

Vinicius Toledo

Clique aqui e confira o texto anterior “Não dá para ficar calado



PUBLICIDADE