Árbitros receberão pagamentos antecipados pela CBF; veja os valores




Dinheiro



Com a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) solicitou à CBF um aporte financeiro para a categoria. E a entidade máxima do futebol brasileiro topou adiantar o valor correspondente à cota de um jogo para cada árbitro do quadro nacional. A confirmação foi dada pelo presidente da ANAF, Salmo Valentim, através do seu perfil pessoal no Twitter.

O anúncio foi realizado pelo presidente da ANAF, Salmo Valentim, no Twitter. Os valores pagos pela CBF serão de R$ 6 mil para quem tem o escudo FIFA, R$ 3 mil para quem está habilitado na categoria AB e R$ 1.5 mil para quem for da categoria C e D, sendo os dois últimos escudos da CBF. O repasse já começa a ser feito nesta quarta-feira, 1.

Vale ressaltar que não se trata de uma doação da CBF, mas sim uma antecipação de taxas. Assim que os jogos voltarem e os árbitros forem escalados, esse adiantamento será descontado. Segundo informações do jornal “O Globo”, cerca de R$ 900 mil reais serão pagos aos árbitros nesse atendimento à solicitação da ANAF.

Recado aos clubes

Pressionada pela opinião pública e pelos próprios clubes a entrar com ajuda financeira ao sistema do futebol durante a crise provocada pelo coronavírus, a Confederação Brasileira de Futebol se manifestou nos bastidores. Em contato com alguns dirigentes, a CBF enviou o seguinte recado:

“Que se contenham nos pedidos via imprensa para que a entidade entre com dinheiro como forma de ajuda”.

Contando com o secretário geral Walter Feldman como interlocutor, a CBF ligou para dirigentes de clubes que têm sugerido publicamente que a entidade banque despesas nesse período, especialmente em clubes menores. Segundo a coluna De Primeira, do portal UOL Esporte, os contatos ocorreram logo após a última reunião entre a CBF e o Conselho Nacional de Clubes (CNC). Recentemente, a CBF anunciou receita recorde em 2019, com R$ 957 milhões de entrada.

VEJA AINDA:

+ Em entrevista à TV, Deco afirma que Fluminense não se estruturou ao longo da parceria com a Unimed: “Faltou visão”

+ Quem foi o melhor técnico que comandou o time do Fluminense de 2001 para cá? Confira o resultado da enquete! 

+ Sensibilizado com drama de Marco Antônio, Paulo Cezar Caju publica texto sobre o abandono dos velhos craques



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE