Faltam quatro jogos




Foto: Vinicius Toledo / Explosão Tricolor

Ganhe 5% de desconto na Loja Virtual do Flu! Como? Utilize o código promocional no ato da compra: explosaotricolor



Primeiramente, tenho que agradecer a Deus pela existência do Fluminense e pelo fato do meu saudoso pai e minha mãe terem me dado a direção certa da vida ainda no quarto da maternidade. Não consigo imaginar o que seria de mim sem esse grande amor.
Para falar sobre a épica batalha do Gran Parque Central, tenho que lembrar do jogo de ida. Grande parte da torcida já tinha sepultado o Fluminense. Na saída do estádio, nos grupos de WhatsApp, redes sociais, etc…
A minha resposta para o pessimismo que tomou conta de muitos tricolores foi um texto com o seguinte título: “Sem essa de deixar de acreditar“. A imagem utilizada para ilustrá-lo foi a de um tricolor acendendo um sinalizador, que, na minha visão, representava que a chama ainda estava acesa.
O texto foi um prato cheio para uma meia-dúzia me achincalhar. Fui chamado de alienado, lunático, baba-ovo e até xingado de babaca. Minha resposta? Silêncio, mala pronta e avião rumo ao Uruguai.
Embarquei nessa aventura com uma galera maravilhosa. Diversas gerações unidas para encarar essa batalha e uma certeza: não sairíamos de Montevidéu sem a classificação. A fé da turma era muito grande.
A longa caminhada rumo ao Gran Parque Central não foi nada fácil. Frio de doer os ossos, chuva e duas tentativas de emboscadas organizadas por torcedores do Nacional. Mas a polícia uruguaia agiu rápido para evitar o pior.
No estádio, o clima era bastante desfavorável, mas fizemos o nosso barulho e em diversos momentos silenciamos o estádio. Na entrada dos times, o estádio explodiu. Grande foguetório, cantoria e uma explosão de emoção. O cenário estava armado para a grande batalha.
Com a bola rolando, o Fluminense foi soberano na primeira etapa. Faltou chutar mais, mas a atitude que o time apresentou foi condizente com a grandeza do clube.
Após o intervalo, João de Deus resolveu iluminar o caminho do time de guerreiros e desse povo de fé da arquibancada que não se cansa de exaltar o sentimento verde, branco e grená. Gol do Luciano para silenciar os 32 mil uruguaios e fazer os tricolores explodirem de emoção! O Fluminense continuou absoluto no jogo. Todos os jogadores se doaram ao máximo e honraram as três cores mais bonitas do planeta.
Na arquibancada, um carrossel de emoções movido de muita fé, esperança e, principalmente, amor. Quando se tem esses sentimentos enraizados na alma e no coração, a vida fica mais fácil de ser encarada.
Após o apito final, uma verdadeira explosão tricolor! Imagens emocionantes que nem o maior roteirista conseguiria descrever. Era a essência do torcedor explodindo de forma linda e única. Que noite, meus amigos e minhas amigas, que noite…
Apesar de tantas sacanagens, o Fluminense segue mais vivo do que nunca. Com muita fé, continuaremos juntos nessa caminhada.
Faltam quatro jogos para pintarmos a América do Sul de verde, branco e grená.
Forte abraço e Saudações Tricolores!
Vinicius Toledo

PUBLICIDADE