Fluminense recorre a empréstimo para pagar salários dos jogadores e funcionários  






Diretoria tricolor teve que fazer empréstimo de R$ 3 milhões

De acordo com o jornalista Caio Blois, do portal Globo Esporte, a diretoria tricolor contraiu uma dívida de R$ 3 milhões com a Lecca, empresa que opera créditos empresariais.

O empréstimo foi realizado para pagar os salários dos jogadores e funcionários. A diretoria regularizou os débitos no dia 18 (com 13 dias de atraso). Vale destacar que recente atraso foi o primeiro desde que o clube quitou os débitos no final de janeiro.

A folha salarial sofreu uma redução de 40% em 2018. Considerando jogadores e funcionários, o Fluminense gasta atualmente R$ 5 milhões mensais. Segundo Caio Blois, o Fluminense tinha somente R$ 2 milhões em caixa. Diante deste cenário, teve que fazer o empréstimo de R$ 3 milhões para pagar os vencimentos.

A patrocinadora master do Fluminense, Valle Express, atrasou a segunda parcela da cota. Agora, a empresa deve as cotas de abril e maio. Os dois meses totalizam R$ 550 mil.



VEJA AINDA:

 Aleluia!!! Temos padrão de jogo (por Toni Moraes)

Aula tática do Abelão com muita disciplina dos guerreiros (por Vinicius Toledo)

Festa, problemas financeiros, demissão do CEO, Kléber  e outras situações: veja os motivos da provável saída de Paulo Autuori

Por Explosão Tricolor / Fonte: Globo Esporte

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE