Foi de arrepiar




Foto: Vinicius Toledo / Explosão Tricolor



Conforme havia comentado no texto pré-jogo, a partida contra o Palmeiras era para ser encarada como uma espécie de final de Copa do Mundo. E não é que a rapaziada realmente entrou em campo com esse espírito aguerrido? Pois é, o Fluminense foi Fluminense desde o primeiro minuto de jogo.

Com uma postura de acordo com a grandeza das tradições do clube, o time partiu com tudo. Do outro lado, um adversário quase todo de reservas, mas que, ainda assim, tinha bons jogadores. Não à toa é considerado o melhor elenco do país.

Na arquibancada, 30 mil guerreiros e guerreiras não paravam de cantar. E quando o canto vem acompanhado de uma fé pura e verdadeira, os anjos dizem amém. Sim, alguém lá em cima se movimentou para que o Airton saísse logo no início do jogo para a entrada do melhor jogador em campo: Dodi. Pensando bem, acho que o Gravatinha deu uma banda no Sobrenatural de Almeida. Só pode ter sido isso…

Embalado pelo apoio incondicional da arquibancada, o time se agigantou ainda mais, mas o Palmeiras marcava forte. No entanto, com um belo tapa na bola, Marcos Paulo fez o Maraca explodir! Gol de quem tem muita intimidade com a redonda.

No segundo tempo, o Fluminense seguiu melhor. A rapaziada teve algumas chances de ampliar, mas faltou um pouco mais de capricho. Na reta final da partida, o Palmeiras deu trabalho, mas o sistema defensivo tricolor esbanjou segurança e firmeza para suportar a pressão.

Grande vitória em todos os sentidos. Primeiramente, pelo fato de ter deixado a permanência na Série A muito bem encaminhada. Além disso,  o Fluminense segue muito vivo na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana.

Vitória abençoada, mas o que ficará marcado de verdade é o show que a massa pó de arroz deu. O coração do Fluminense bateu forte na arquibancada através dos 30 mil guerreiros e guerreiras que exaltaram o intenso amor verde, branco e grená de forma pura e emocionada. Foi de arrepiar. Noites como a de ontem deveriam servir para que dirigentes e bajuladores tenham vergonha em suas respectivas caras e parem de brincar com o sentimento do torcedor.  

Contra tudo e contra todos, o Fluminense segue vivo.

Rapidinhas:

– Atuação monstruosa do Dodi.

– Gilberto e Digão também arrebentaram.

– A arquibancada tomada de bandeiras fica muito mais bonita. Belíssimo visual!

– Agora é ganhar do Avaí e colocar 50 mil na partida contra o Fortaleza. Obrigação da torcida!

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE