Ganso é o estímulo que o torcedor precisa!




Foto: Divulgação

Ganhe 5% de desconto na Loja Virtual do Flu! Como? Utilize o código promocional no ato da compra: explosaotricolor



Ganso é o estímulo que o torcedor precisa!

Paulo Henrique Ganso no Fluminense! Essa é a notícia dos últimos dias e espero que hoje tenhamos um desfecho com um final feliz, que é a contratação do jogador. Mas, afinal, como foi a sua carreira nos últimos anos? Qual é o Ganso que o Fluminense tenta contratar?
Não é segredo pra ninguém que, após um começo arrasador no Santos, o jogador teve uma queda acentuada em sua performance, prejudicado por contusões e por dificuldades em se adaptar aos mais diversos estilos de jogo que atuou. Durante todo este tempo vive muito mais das glórias obtidas nos anos dourados do Clube da Vila Belmiro do que por uma atuação convincente em campo.
Transferido para o São Paulo em 2012, PH Ganso ficou no Morumbi por quatro temporadas e, entre altos e baixos, deixou o clube em 2016 em direção ao Sevilla, da Espanha. Fez algumas partidas excepcionais, mas também teve um histórico de lesões e de partidas abaixo do nível que a torcida brasileira se acostumou a ver nos tempos de Santos.
Na Espanha, Ganso deixou a desejar. Raramente titular, na última temporada, o atleta sequer figurava no banco de reservas, chegando a ficar oito meses sem ser convocado para as partidas, sendo emprestado ao modesto Amiens, da França, clube que ocupa, atualmente, a 17ª colocação do Campeonato Francês.
Ou seja, desde que saiu do Santos em 2012, Paulo Henrique Ganso não tem um desempenho à altura do que mostrou no início da carreira, ressalvadas algumas atuações no São Paulo. É muito pouco pra alguém que já vestiu a camisa da seleção brasileira e foi considerado uma das maiores promessas do futebol nacional ao lado de seu amigo e compadre Neymar.
Mas, no Fluminense atual, o fraco desempenho do atleta ao longo desses anos na Europa é um empecilho para a sua contratação? A resposta, obviamente, é não.
Há muito, o Fluminense perdeu o brilho próprio dos grandes times. Hoje não é incluído entre os favoritos sequer do decadente Campeonato Carioca. Nenhum empresário quer investir no clube, já que ele não agrega valor à marca da empresa como outrora.
A torcida se afastou, as arquibancadas estão sempre vazias e há uma certeza, quase que absoluta, de que a permanência da Flusócio é a maior fórmula de fracasso já existente em um clube de futebol no país. E sem torcedor, não há empresário que queira patrocinar, já que os produtos não vendem porque os jogos não são vistos.
Diante desse cenário, fica claro que contratação de um jogador como Paulo Henrique Ganso pode elevar a autoestima do tricolor. Por mais que ele não esteja em sua melhor forma, o anúncio de sua contratação já mudará o patamar do time e da sua relação com arquibancada. Traz o sonho de volta às Laranjeiras e com ele todo o status de time grande que a Flusócio insiste em retirar do Fluminense.
Confesso que me preocupa saber qual será o arranjo financeiro que vai ser feito para trazer o jogador, caso a negociação se concretize. Pelas notícias, o salário do atleta supera R$ 1 milhão e está muito acima do valor máximo que a diretoria quer pagar a um atleta – R$ 150 mil. Mas, como time grande que é, está na hora do Fluminense pensar em evoluir e subir o nível rasteiro que mantém há vários anos. E Ganso pode ser o gatilho para isso.
É lógico que o jogador e seu staff querem garantias de que o Fluminense irá pagar o salário em dia. Com a fama de caloteiro que aumentou com a Flusócio, nenhum jogador vai aceitar trabalhar sem a certeza de que vai receber; ainda mais alguém conhecido como ele. Isso pode significar um problema interno, pois os demais atletas certamente irão almejar garantias parecidas, já que ao longo de 2018 trabalharam com diversos meses de salários atrasados, em especial o direito de imagem.
Espero – e já estou me arrependendo de escrever isso – que a diretoria tenha o mínimo de planejamento nesta negociação e possa avaliar todos os cenários antes de realizar o investimento, aqui incluindo potencial de lucro com a imagem do jogador, retorno de marketing, aproximação com a torcida e sucesso esportivo; sim, porque a euforia vai acabar com a primeira sequência de derrotas.
Todo tricolor certamente quer que a negociação se concretize, assim como deseja que 2019 tenha ainda outras grandes notícias, como a saída de Pedro Abad e da Flusócio, para que o clube possa enxergar uma luz no fim do túnel e permanecer entre os grandes do país.
Ser Fluminense acima de tudo!
Evandro Ventura

PUBLICIDADE