Nosso povo já te abraçou!




Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Confesso que pensei muito antes de falar sobre a contratação do Paulo Henrique Ganso. De um lado, a emoção. Do outro lado, a razão. Se a emoção diz que o Fluminense contratou um craque de verdade, a razão aponta que esse mesmo craque foi rejeitado por dois clubes. Azar do Amiens e do Sevilla? Sorte do Fluminense? Sinceramente, não sei. Na verdade, só o tempo dirá. No entanto, a massa tricolor comprou o barulho pra valer. A atmosfera no Fluminense já é outra. E quando isso acontece, metade do caminho para o sucesso já está percorrido. A outra metade depende exclusivamente do nosso novo camisa dez.

Por falar na camisa, a do Fluminense tem o poder de fazer com que os mortos ressurjam das cinzas e os humilhados sejam exaltados. E quem não acredita nisso, não sabe o que é ser Fluminense.

Quem não se lembra do Renato Gaúcho em 1995? Estava deitado na rede da varanda de sua casa de praia, em Búzios, já em ritmo de aposentadoria. A diretoria tricolor foi lá bater na porta dele. Imprensa e até torcedores tricolores desdenharam. Bem, vocês e a torcida do Flamengo conhecem o final dessa história… Portanto, nunca duvidem da magia enraizada na camisa tricolor! Só quem conhece a história sabe do que ela é capaz.

Vamos botar fé, acreditar, torcer e estender o tapete vermelho do solo sagrado das Laranjeiras para o novo guerreiro. É o que podemos oferecer. E esperamos que a retribuição venha acompanhada de respeito pelas três cores que traduzem tradição e um refinadíssimo futebol.

Seja bem-vindo, Paulo Henrique Ganso! Gaste a redonda do jeito que só você sabe fazer. Nosso povo já te abraçou!

Rapidinhas:
Ganhou no cansaço…

Dentro da terrível  realidade do clube, Paulo Angioni tem realizado um bom trabalho. No caso da negociação do Paulo Henrique Ganso, a experiência no mercado fez a diferença para saber que o único caminho para o Fluminense era o de ter paciência para ganhar levar no cansaço.

No apagar das luzes…

Nessa remarei contra a maré de elogios que muitos andam fazendo ao presidente. Motivo? Não será ele que pagará essa conta. Ser ousado no apagar das luzes é muito fácil, difícil é ter uma atitude dessa até a metade do mandato. De 2017 para cá, o que mais escutamos de desculpas para justificar a tragédia financeira do clube é que não foi a atual gestão que fez contratos longos e onerosos que acabaram sendo dispensados através de mensagens no WhatsApp e, consequentemente, arrebentou ainda mais os cofres do Fluminense. Portanto…

A hora é essa!

Agora é a hora da torcida bancar o Fluminense de verdade. Precisamos de, no mínimo, uns 20 mil novos sócios. Juntando com o que temos atualmente, acredito que chegue a uns 35 mil. Ou seja, por baixo, o clube teria uma receita mensal de R$ 1,5 milhão. Só esse valor já cobriria os custos de dois jogos por mês no Maracanã e ainda sobraria algo para ajudar no pagamento da folha de futebol.

Hoje é vencer ou vencer…

Hoje a ordem é partir com tudo para cima do Vasco da Gama em busca da vitória e da primeira colocação. A possibilidade de enfrentar um time pequeno na semifinal da Taça Guanabara é algo que chama muita atenção. Sem fala que ainda teria o direito de jogar pelo empate. Mas se não der, vamos pra dentro do Flamengo!

Forte abraço!

Vinicius Toledo 



PUBLICIDADE