Notas das atuações: Unión Santa Fe 0 x 0 Fluminense






Comentários e notas das atuações de Unión Santa Fe 0 x 0 Fluminense

Fábio

O goleiro tricolor teve uma atuação segura. Fez algumas boas saídas de gol no primeiro tempo. Na etapa final, praticou grande defesa em chute de fora da área. Nota: 7,0

Yago Felipe

Novamente improvisado na lateral-direita, o volante foi muito bem defensivamente, mas bastante tímido no apoio ao ataque. Nota: 5,0

Nino

Foi o melhor jogador do sistema defensivo do Fluminense. Seguro na marcação e preciso nas saídas de bola. Nota: 7,5

David Braz

O zagueirão teve uma atuação bastante segura, tanto na marcação quanto nas saídas de bola. Nota: 7,0

Pineida

O equatoriano não comprometeu na marcação, mas deixou a desejar na parte ofensiva. Nota: 5,0

Wellington

Foi menos participativo do que nos jogos anteriores. Fez alguns desarmes, mas pouco acrescentou na articulação de jogadas. Nota: 4,0

André

O volante não fez uma partida brilhante, mas foi participativo na marcação e na movimentação da bola no meio-campo. Nota: 6,0

Ganso

De volta aos gramados após se recuperar de uma lesão na coxa direita, o camisa 10 esteve um pouco apagado no jogo. Fez alguns bons passes no primeiro tempo, mas, no geral, não apareceu tanto na articulação de jogadas no meio-campo. Foi substituído na etapa final. Nota: 5,0

Nathan

O meia teve uma atuação apagada. Sumiu em alguns momentos da partida e foi pouco produtivo na criação de jogadas. Fez apenas uma boa finalização no primeiro tempo. Acabou substituído no segundo tempo. Nota: 4,5

Luiz Henrique

Foi o jogador mais participativo do ataque tricolor, mas encontrou muitas dificuldades para dar prosseguimento às jogadas. Bastante acionado, errou quase tudo que tentou. Nota: 3,5

Germán Cano

O artilheiro tricolor não teve uma grande atuação. Preso na forte marcação do Unión, o argentino não fez muita coisa na partida. É verdade que o centroavante foi pouco acionado ao longo dos 90 minutos. Nota: 4,0

Willian Bigode

Permaneceu em campo por mais de 25 minutos, mas quase não tocou na bola e pouco acrescentou ao time. Nota: 3,0

Jhon Arias

O colombiano entrou em campo com muita vontade e tentou chamar o jogo. No entanto, rapidamente caiu de produção e sumiu em campo. Nota: 4,0

Caio Paulista

O atacante atuou por mais de 15 minutos, mas não ajudou em nada. Praticamente não tocou na bola e não participou de nenhuma jogada ofensiva. Nota: 3,0

Nonato

O meio-campista entrou na reta final do jogo e não viu a cor da bola. Não acrescentou nada ao time. Nota: 3,0

Marlon

Entrou na reta final e ajudou a manter a segurança defensiva pelo lado esquerdo. Não arriscou nenhuma subida ao ataque. Nota: 4,0

Fernando Diniz

Fernando Diniz foi coerente ao manter a base do time que derrotou o Athletico-PR. Ganso foi a única novidade na equipe titular. O Fluminense teve mais posse de bola, mas não conseguiu ser incisivo no ataque. O técnico demorou demais a mexer no time para tentar melhorar a produção ofensiva do Tricolor. As primeiras substituições foram feitas aos 20 minutos do segundo tempo: Willian Bigode e Jhon Arias entraram nos lugares de Nathan e Ganso. 15 minutos mais tarde, o treinador sacou Pineida e promoveu a entrada de Caio Paulista. O Tricolor ficou com cinco homens de frente, mas seguiu sem criatividade ofensiva. As mexidas enfraqueceram o meio-campo do Fluminense, que passou a ser pressionando pelo Unión Santa Fe. Já aos 40 minutos, Diniz tentou recompor o setor de meio de campo com a entrada de Nonato, mas não obteve sucesso. Uma noite infeliz do comandante tricolor. Mexeu mal no segundo tempo e piorou uma equipe que já não estava bem. Nota: 3,0

Acompanhe a cobertura pós-jogo com notícias, entrevistas, vídeo com os melhores momentos, notas das atuações e muito mais. Fique ligado(a) no canal com a cara da arquibancada verde, branca e grená!

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE