O mundo paralelo das Laranjeiras




Mário Bittencourt (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)



Salve, aristocrática torcida tricolor, estou de volta para tentar entender o momento do nosso Fluminense e projetar a próxima temporada, que está cada vez mais perto. Sabemos que a nossa realidade atual é absurdamente frustrante, mas para entender as motivações deste cenário, precisamos ir mais a fundo nas estruturas do clube. A impressão que eu tenho é de que a realidade daqueles que administram o Tricolor é completamente desconectada do mundo real, sobretudo da realidade do próprio futebol, é incrível.

Tomemos como exemplo as entrevistas coletivas e declarações para a imprensa em geral, desde a comissão técnica à presidência do clube. O que é falado ali em NADA encontra eco na realidade dos torcedores, razão de ser de um clube de futebol. Desde os “ensinamentos do presidente” naqueles intermináveis e repetitivos pronunciamentos, passando pelas palavras ridiculamente desconexas e aleatórias do pós-jogo dos treinadores, até as manifestações dos jogadores em busca de refúgio psicológico. Salva nada. Puro devaneio.

Mesmo pra quem não é tricolor, bastariam quinze minutos de conversa com algum membro da nossa torcida que, com certeza ficaria estarrecido com a discrepância entre a realidade do clube e o que é dito e reportado a partir de dentro do Fluminense. Elenco desequilibrado, contratações equivocadas, desmandos de empresários, péssimo uso dos recursos do clube, treinadores e jogadores que não possuem condições de atuar pelo Fluminense… Ou seja, um show de erros. Essa é a realidade.

O que exigimos é o retorno do Fluminense histórico, forte, inovador, PIONEIRO. Toda essa desconexão nos apequena, endossa o discurso da imprensa de que o Tricolor é hoje um time médio. Para isso, a torcida precisa manter as cobranças, continuar vigilante e, dentro do limite de cada um, ajudar no que for possível.

ÓBVIO ULULANTE…

– Além de um elenco desequilibrado, o Fluminense carece de jogadores com mais personalidade para a próxima temporada…

– Marcão demonstra muita dificuldade em encontrar soluções para problemas simples. Ainda não é treinador.

– Não temos NENHUM lateral de bom nível no elenco. Impressionante.

– O que está acontecendo com o Nino, hein?

Um abraço, Vitor costa. (Twitter: @vitorcosta1111)



PUBLICIDADE