Opinião: defesa institucional, bastidores, mudanças no time e ataque derrubador




Foto: Divulgação / Fluminense FC



Declaração do presidente Mário Bittencourt distorcida pela imprensa

O que boa parte da imprensa fez com a declaração do presidente Mário Bittencourt foi uma sacanagem das grandes. Ele não sugeriu nada de redução de times rebaixados, apenas expôs uma opinião. A atitude de alguns veículos de comunicação não surpreende, pois muitos jornalistas já estão soltando fogos por conta do grande risco de queda do Fluminense.

No entanto, verdade seja dita: o mandatário tricolor deu mole. Há certas coisas que na vida que não dá para sair falando publicamente. E o presidente foi expressar sua opinião justamente sobre um assunto que sempre inspirou a imprensa a perseguir o clube ao longo dos últimos 23 anos. Poderia ter sido evitado. Fica de lição…

Fraca defesa institucional

A principal bandeira de campanha do presidente Mário Bittencourt durante o último processo eleitoral foi justamente a defesa institucional, mas até o momento, o mandatário tricolor não deu uma porrada na mesa em prol do clube. No jogo contra o CSA, por exemplo, até as principais mídias do país reclamaram dos pênaltis não marcados para o Fluminense, entretanto, a diretoria ficou quieta.

Agora, o clube soltou uma nota contra a imprensa sobre a distorção da declaração do presidente com relação ao que está exposto no tópico anterior. Na minha visão, o correto seria o presidente fazer um vídeo para falar sobre o assunto. Além do vídeo, exigiria direito de resposta em cada um dos veículos de comunicação que fizeram todo esse sensacionalismo. E quem não quisesse conceder, não pisaria mais no clube.

Bastidores agitados

Muitas são as versões dos últimos acontecimentos nos bastidores, mas a verdade é a de que ninguém sabe ao certo o que está acontecendo. Há quem garanta que tudo esteja na paz, mas também há quem banque que a coisa está agitada. Porém, uma coisa chama atenção: o silêncio do presidente Mário Bittencourt. Um grande líder aparece nas piores horas justamente para tentar colocar ordem na casa, entretanto, o mandatário tricolor sumiu. Tem como a torcida ficar tranquila?

Mudanças no time

Allan está suspenso para o confronto contra o Fortaleza, mas também não poderia atuar já que está servindo à seleção brasileira. Grande desfalque, mas a vida tem que seguir. Tudo indica que o Gilberto e Airton entrarão no time. É rezar muito, mas tem que ser com muita fé…

Pé na forma

No período pós parada da Copa América, o Fluminense foi o terceiro time que mais criou chances reais de gols na Série A. Foram 60 chances criadas e apenas 6 gols, ou seja, 10% de aproveitamento (segundo pior). O sistema defensivo é fraco, mas verdade seja dita: o ataque é o setor que está derrubando de verdade o Fluminense. Clique aqui e veja o ranking de chances reais de gols na Série A no período pós parada da Copa América!

Também estou diariamente no Twitter para falar sobre o Fluminense. Clique aqui para acompanhar!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE