Perdidos?




Foto: Fluminense FC

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Diretoria perdida?

A temporada já terminou há mais de uma semana e até agora não sabemos quem é o novo treinador do Fluminense. Alguma surpresa? Claro que não. Ora bolas, estamos falando da pior diretoria da história do clube. Basta lembrar que a gestão de futebol na “Era Abad” se escorou no treinador Abel Braga durante toda primeira metade do mandato do presidente Pedro Abad. Portanto, é mais do que natural que a cúpula esteja perdida, mas… Leo Percovich?

Considerando que o Fluminense está com as finanças totalmente arrebentadas, não duvido que o uruguaio seja o escolhido para comandar o futebol profissional em 2019. Se bobear, enquanto a imprensa e a torcida debatem os possíveis nomes, Leo Percovich e a diretoria já estão traçando mais um “planejamento revolucionário” para o futebol tricolor. Detalhe: com carimbo da Flusócio. Alguém duvida? Isso para não falar na questão do apadrinhamento do Marcelo Teixeira.

Especulações

Apesar da real possibilidade de subirem o Leo Percovich para o comando da equipe profissional, vários nomes estão disponíveis no mercado. Alguns já foram mencionados no noticiário do Fluminense. Segue minha visão sobre cada um deles:

Jair Ventura

Não me agrada. Fez apenas um bom trabalho no Botafogo. E só. No restante, bateu cabeça no Santos e no Corinthians. A marra é de um Felipão, mas o currículo… Sou contra!

Roger Machado

Outro que ainda tem que apresentar algo relevante. De qualquer forma, parece ter os pés no chão e apresenta uma postura bastante profissional. Tem a seu favor o fato de estar na história do Fluminense e conhecer bem o clube. É bastante estudioso e gosta de trabalhar forte nos treinos. Acho uma aposta válida, considerando que ele tem a necessidade de provar o seu valor.

Dorival Jr

Com certeza é o mais caro dos especulados. Sabe trabalhar com jogadores da base, exige bastante nos treinos e costuma apresentar times bem estruturados taticamente. É o meu nome preferido, entretanto, acho difícil que acerte. A questão financeira deve inviabilizar qualquer chance de acerto.

Fernando Diniz

Acho legal o sistema de jogo que ele implanta nos seus times. No entanto, quando teve a primeira chance na Série A, deixou o Atlético-PR na lanterna e foi demitido. Meses depois, a equipe paranaense terminou o Brasileirão na sétima colocação e está na final da Copa Sul-Americana. Acho que cairia bem na divisão de base de um grande clube que bancasse esse estilo de jogo durante um período de 3 a 4 anos, a partir da categoria de 15 anos. Com certeza, os frutos seriam colhidos por todos lá na frente.

Gilson Kleina

Não tem o perfil para aguentar a pressão de comandar um Fluminense em total ebulição. Seria fritado com uma eliminação de turno do Estadual.

Nei Franco

Apesar da rejeição de muitos tricolores, não acho que seja dos piores. Seus times costumam apresentar um razoável padrão tático. No entanto, não me empolga.

Leo Percovich

Tudo bem que a safra do Sub-20 não ajuda, mas sejamos sinceros: não dá. A camaradagem não pode estar acima do Fluminense. Ainda tem que ralar muito para provar que tem condições de assumir uma missão desse porte. Sou contra!

Forte abraço!

Vinicius Toledo

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



PUBLICIDADE