Pés no chão, mas foi bonito!




Yony González (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Tudo bem, sabemos que era apenas o Americano, segundo colocado da Seletiva do Estadual. Ou seja, o adversário não serve de parâmetro técnico. No entanto, não há como deixar de destacarmos os pontos positivos do Fluminense na goleada sobre a equipe de Campos.

Primeiramente, a rapaziada se impôs com autoridade durante os noventa minutos. Portanto, a primeira obrigação da noite foi cumprida de forma soberana. O time tocou bem a bola, soube se movimentar com inteligência e chegou muito forte lá na frente. O placar de 4 a 0 foi até pequeno. Se fosse 7 ou 8 a 0 não teria sido nenhum exagero.

Sobre os destaques individuais, Yony González deitou e rolou! O colombiano mostrou intensa movimentação, forte chegada ofensiva e bom poder de finalização. Deixou excelente impressão. E o Daniel? Mandou muito bem. Mostrou visão de jogo e muita qualidade no passe. Como nem tudo é perfeito, não gostei da atuação do Ezequiel.

É apenas o começo de um trabalho cuja proposta foge da mesmice do decadente futebol brasileiro. Ainda não dá para exaltar ou criticar. Mas já deu para sentir nos dois jogos que a equipe está se esforçando muito para colocar em prática o sistema adotado pelo Fernando Diniz. Se dará certo ou não, só o tempo dirá.

Não dá para se iludir ou tapar o sol com a peneira, ou seja, o Fluminense ainda necessita de reforços. Alguns até estão dentro de casa, como, por exemplo, o Gilberto, Pedro e Marcos Calazans. Os três inteiros cairão muito bem. Mas a contratação de um camisa dez para ser titular ainda é muito necessária.

Pés no chão, mas foi bonito. Domingo tem mais!

Rapidinhas:

Tem que segurar a onda!

Jogo fácil para o Fluminense, mas o Bruno Silva pegou pesado em dois lances. Se fosse contra o Flamengo, certamente teria sido expulso. Nosso volante joga uma bola redonda, mas precisa segurar a onda nas divididas.

Xerifão

Aparentemente mais fino, Airton foi um xerifão à frente da defesa do Fluminense. Excelente atuação.

Luciano e Everaldo

A dupla também foi bem. Luciano rende melhor pelo lado de campo ou vindo de trás. E o Everaldo incomodou bastante com a sua intensa movimentação.

Para não deixar passar batido…

Ainda pode brincar no futebol, né? Então vamos encerrar com um “Boi, boi, boi, boi da cara preta, Yony González é melhor que o Arrascaeta!”

Forte abraço!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE