Watford, da Inglaterra, paga nova parcela ao Fluminense por João Pedro; valor da venda é renegociado e passa a €11,5 milhões




João Pedro (Foto: Divulgação / Watford)



Além dos R$ 26 milhões referentes à premiação do Campeonato Brasileiro, o Fluminense teve outro reforço em caixa nas últimas semanas para quitar os débitos que tinha em aberto de 2020 com jogadores e funcionários: uma parcela de € 1 milhão (R$ 6,8 milhões) do Watford, da Inglaterra, pela venda de João Pedro em 2018.

O Tricolor ainda tem valores a receber do clube inglês. Segundo o portal ge, antes da ida do jovem atacante para a Inglaterra houve uma renegociação entre as partes envolvidas e o negócio mudou de formato e de números. O valor total passou para € 11,5 milhões, o que torna a venda uma das maiores da história do Fluminense. Até o momento, o clube inglês pagou € 5,5 milhões. Restam € 6 milhões (R$ 40,5 milhões na cotação atual).

Mudança no formato do negócio

João Pedro foi negociado pelo Fluminense com o Watford em setembro de 2018, durante a gestão do presidente Pedro Abad. Na época, JP estava prestes a completar 17 anos, atuava no Sub-17 e nunca havia jogado pelo profissional.

Como o jogador era menor de idade, foi firmada uma promessa de compra. O negócio com o clube inglês foi formatado em uma parte fixa de € 2,5 milhões de entrada mais bônus por metas que poderiam fazer a venda atingir até € 10 milhões. Também ficou acertado que o jovem atacante só seguiria para o Watford em 2020. As duas parcelas de € 1 milhão pagas em 2019 foram cruciais para o Fluminense pagar salários atrasados e ter alívio financeiro ao longo daquela temporada.

Formato inicial

Promovido aos profissionais em 2019, João Pedro teve um começo avassalador no Fluminense, com 9 gols em 16 jogos no 1º semestre, e chegou a despertar a atenção de gigantes europeus, que buscaram informações pelo garoto. Mas o contrato com o Watford previa multa de € 20 milhões em caso de rompimento do acordo.

A nova gestão assumiu o clube neste período. Tempos depois, o Fluminense, com o intermédio do estafe do atleta, a Pro Manager (mesma empresa que empresaria Kayky e Metinho, negociados como o grupo City), teve a oportunidade de debater com o Watford alterações nos moldes da negociação.

Os bônus foram transformados em um total fixo e os prazos de pagamento mudaram. De um lado, o valor a ser recebido pelo Fluminense aumentou para € 11,5 milhões. Em contrapartida, os limites para o Watford efetuar os pagamentos, antes de curto prazo, se estenderam até 2023. Um formato bem visto tanto pelo Tricolor, quanto pelo clube inglês, que vivia situação delicada na temporada (acabou rebaixado) e via o respiro financeiro com bons olhos.

No segundo semestre, João Pedro não manteve o rendimento inicial e perdeu espaço. No fim, caso tivesse sido mantido o formato de entrada mais bônus, a venda atingiria um valor máximo de € 8 milhões.

Segunda maior venda da história do Flu

Com o novo molde, a venda de João Pedro para o Watford, no valor de € 11,5 milhões, passa a ser a segunda maior da história do Fluminense, atrás apenas da de Gerson, negociado com a Roma em 2015 por € 16 milhões fixos mais € 1 milhão de bônus.

Vale destacar que o Tricolor detinha apenas 70% dos direitos econômicos do hoje volante do Flamengo. Sendo assim, teve direito a € 11,9 milhões do valor total. Já no caso de João Pedro, o clube de Laranjeiras detinha 100% dos direitos.

Devido a variação de câmbio de 2015 para cá, o valor absoluto em Reais da venda de JP ultrapassará o recebido pelo Fluminense por Gerson. Pelo meia, o Tricolor recebeu R$ 6,7 milhões de entrada e depois antecipou o restante, R$ 43 milhões, em uma instituição financeira inglesa. Vale lembrar que, por não ter repassado parte dos valores a representantes do atleta, o clube responde a processos na Justiça.

Já a venda de João Pedro deverá superar a casa dos R$ 65 milhões. O Tricolor já recebeu um valor de entrada, duas parcelas em 2019 e outra agora em 2021:

  • Entrada: € 2,5 milhões de entrada (R$ 11,1 milhões na cotação do período em 2018)
  • 1ª parcela: € 1 milhão (R$ 4,2 milhões na cotação do período em 2019)
  • 2ª parcela: € 1 milhão (R$ 4,5 milhões na cotação do período em 2019)
  • 3ª parcela: € 1 milhão (R$ 6,8 milhões na cotação do período em 2021)
  • A receber € 6 milhões (R$ 40,9 milhões na cotação atual)

Atacante se firma na Inglaterra

João Pedro chegou ao Watford no meio da temporada 2019/2020 e levou um tempo para se adaptar. Nesta temporada, o jovem atacante, hoje com 19 anos, virou titular absoluto e é um dos destaques da equipe na segunda divisão inglesa. Ele tem 9 gols em 30 jogos. O Watford é o vice-líder da competição.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Agenda do Fluminense:

3ª rodada da Taça Guanabara

14/03 – Domingo – 18h – Flamengo x Fluminense – Maracanã

4ª rodada da Taça Guanabara

20/03 – Sábado – 21h05 – Bangu x Fluminense – Local indefinido

5ª rodada da Taça Guanabara

23/03 – Terça-Feira – 18h – Boavista x Fluminense – Elcyr Resende

6ª rodada da Taça Guanabara

26/03 – Sexta-Feira – 21h – Fluminense x Volta Redonda – Maracanã

7ª rodada da Taça Guanabara

30/03 – Terça-Feira – 21h35 – Fluminense x Vasco da Gama – Maracanã

 

Por Explosão Tricolor / Fonte: ge

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE