Choque de realidade necessário




Egídio (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)



Mais uma atuação ruim do Fluminense comandado pelo Roger Machado. É um início de trabalho? Sim, mas isso não significa que o torcedor tenha que aceitar uma sequência de péssimos resultados diante de times das Séries B, C, etc… Inaceitável!

Contra o Vasco, os primeiros minutos até iludiram um pouco, mas depois dos quinze minutos… Pois é, os cruz-maltinos nem precisaram se esforçar tanto para equilibrar a partida. Não à toa, eles conseguiram abrir o placar no Raulino de Oliveira. Porém, é importante ressaltar que o gol saiu através do terrível lado esquerdo do Fluminense e com mais uma falha do Frazan.

Por sorte, o Fred empatou logo no primeiro minuto da etapa final. Gol de técnica diferenciada. No entanto, o Fluminense seguiu sem se impor no clássico. Já o Vasco parecia estar com mais apetite para buscar a vitória. Na reta final, Marcos Felipe fez a diferença para garantir o empate. E ainda contou com a “ajuda” da trave direita.

Atuação coletiva muito desanimadora em todos os sentidos, mas que serve como uma espécie de choque de realidade necessário. É bem verdade que o elenco necessita de reforços. Porém, o Roger Machado também precisa fazer a parte dele. A insistência com jogadores como Frazan e Lucca, na equipe titular, é um grande absurdo. Se não tem o Luccas Claro à disposição, a comissão técnica tem que pensar na hipótese até de uma formação tática alternativa. Volto a falar que um losango no meio de campo seria uma boa tentativa de buscar um equilíbrio tático maior.

Faltam apenas quatro jogos para a estreia na Copa Libertadores, que será entre os dias 20 e 22 de abril. Sendo assim, já passou da hora do Roger Machado deixar de lado a política da camaradagem de grupo e escalar apenas os melhores. Como também já passou da hora de contratar reforços de verdade. A situação financeira é bem delicada, mas os poucos recursos disponíveis têm sido direcionado muito mal. E isso deve ser sempre questionado, doa a quem doer.

Curtinhas

– Samuel Xavier na lateral-direita e o Calegari no meio de campo deveriam ser hipóteses consideradas.

– Falta um camisa dez de verdade.

– Contratar um lateral-esquerdo é necessário.

Forte abraço e ST

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE