Esquisito em todos os sentidos




A derrota de virada do Fluminense para o Cruzeiro foi esquisita em todos os sentidos.

Na primeira etapa, jogamos de igual para igual com os caras. Abrimos o marcador e continuamos jogando razoavelmente bem mesmo após o primeiro gol dos mineiros, que diga-se de passagem, apesar do desvio do Henrique, o Diego Cavalieri estava bem adiantado. Justiça seja feita, Gustavo Scarpa e Pedro estavam muito bem na partida.

Iniciamos o segundo tempo bem, com o Pedro dando belo passe para o Scarpa finalizar por cima. Jogo parelho, Fluminense lutando bravamente, apesar da pouca intensidade de marcação dos nossos volantes. Do nada, surge a polêmica do lance do lateral-esquerdo Marlon. A punição foi justa? 

“O árbitro falou na hora que não era jogada pra amarelo. Por incrível que pareça, quem falou foi o arbitro atrás do gol. Aí saiu o gol, o gol é legal, só que o bandeira alegou pros jogadores que a falta do Thiago Neves entrou direto porque se falou em impedimento. Para nós, o jogo teve 57 minutos. Depois veio o segundo gol e acabou a história. O Fluminense foi muito bem até os 57 minutos, na hora da expulsão”, disse Abel Braga. E aí? 

Depois desse lance, a coisa desandou totalmente para o nosso lado e a equipe acabou acusando o golpe.

Não acho que tenha faltado luta e vontade, mas alguns erros poderiam ter sido evitados pelo nosso treinador que parece estar querendo bater de frente com o torcedor tricolor.

Reginaldo não é craque, mas não pode ficar no banco de reservas para o Renato Chaves.

Lucas é experiente? E daí? Não tem a mínima condição física para atuar no futebol profissional ainda mais na lateral. Tá na hora de lançar o garoto Diogo mesmo que no fogo. 

Três volantes? O Wendel não tem cacoete de armador. Douglas foi nulo em campo. Marlon Freitas é muito travado. Qual o problema com o meia Luquinhas? E o Robert? É melhor perder tentando agredir com um poderio ofensivo de quem tem um pouco de talento do que engessar o time com uma formação que afundou o Fluminense no Campeonato Brasileiro.

Derrota esquisita em todos os sentidos. Arbitragem duvidosa, treinador cometendo os mesmos erros dos últimos meses…

A nossa sorte é que o Atlético-GO, Avaí, Sport e Ponte Preta já estão bem encaminhados para a Série B. Ainda assim, todo cuidado é pouco. 

Agora é focar nas nossas decisões contra a Ponte Preta e Sport, ambas no Maracanã. Hora de esquecer picuinhas e pensar somente no Fluminense. Depois que garantir a permanência, abriremos o debate de forma equilibrada, responsável e objetiva sem fugir da dividida com ninguém.

Forte abraço e Saudações Tricolores

Vinicius Toledo 



Foto: Fluminense FC

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

 

PUBLICIDADE