O passado voltou




Foto: Divulgação



O passado voltou

O Fluminense tem que olhar no espelho e finalmente se enxergar.

Não há mais a família Guinle.

A sede aristocrática está mal conservada.

Não temos um estádio em condições.

Temos um CT inacabado.

Temos uma torcida envelhecendo.

Temos uma mídia desfavorável.

Temos trocentos grupos políticos cheios de vaidade e com pouca inspiração.

Temos um quadro social com quase metade de não tricolores.

Resumindo, o cenário é ameaçador.

O primeiro passo para mudança é enxergar a realidade e assumir que não somos faz tempo o clube que foi copiado no passado, detentor da taça olímpica e campeão mundial de 1952.

O segundo passo é a união interna.

O terceiro passo é a criação de um planejamento estratégico sério e viável.

O quarto passo é a retenção de talentos.

O quinto passo é a formação de um time campeão, sustentável.

O sexto passo é a popularização.

O resto vem junto.

Crescimento da base de sócios, melhores cotas de TV, patrocínios, licenciamento de produtos, CT e estádio próprio.

Estou muito preocupado desde 1986. A Unimed deu um alívio, mas o passado voltou.

Carlos Tovar (sócio proprietário do Fluminense Football Club)

Clique aqui para seguir o Explosão Tricolor no Instagram



Clique aqui para realizar sua inscrição no canal do Explosão Tricolor no YouTube!

VEJA AINDA:

Brincando com o perigo (por Vinicius Toledo)

O Abelão tinha razão… (por Toni Moraes)

Por Explosão Tricolor

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE