Um convite à reflexão




Foto: Fluminense FC



Um convite à reflexão sobre as últimas do Fluminense

Peço desculpas aos leitores por não ter publicado nada sobre a terrível derrota do Fluminense para o Santos. Fui ao jogo, saí do Maracanã arrasado e com a sensação de que a diretoria tricolor está brincando seriamente com a paixão do torcedor. Até quando?

Para piorar, na coletiva pós-jogo, Abel Braga, que não é milagreiro, mas tem feito muitas lambanças, fez questão de sair em defesa do presidente Pedro Abad.

“O torcedor tem o direito (de protestar), quer ver o time com os melhores jogadores. Mas o clube não tem essa condição. Minha situação com o clube é igual e com a direção, espetacular. Tenho relação honesta com o presidente e com o vice de futebol. Momento é complicado. Todo mundo tem de sentar e achar solução. São cinco jogos sem ganhar. Vamos esfriar a cabeça e depois voltar para a pré-temporada.  Não dá para colocar o que aconteceu no ano passado e agora nas costas do Abad. Eu lembro muito bem que, no final de janeiro, ele colocou a situação real do clube. Eu disse a ele que teria de explicar isso. Pois iria cair nas costas dele” – Abel Braga

O nosso treinador precisa definir o que ele quer da vida. Uma hora fala que a diretoria não cumpriu com o prometido. Outra hora sai em defesa da diretoria. Afinal de contas, qual é a do Abel? Essa política do “morde e assopra” não convence mais ninguém.

Sobre a situação do Fluminense no Campeonato Brasileiro, uma frase define bem o nosso objetivo: “Faltam 32 pontos”. Com um limitadíssimo elenco, não dá para sonhar com algo maior que a permanência na Série A. 

O Fluminense com todos os jogadores à disposição até tem um time aguerrido e disciplinado taticamente. O histórico da temporada mostra isso. Mas quando alguém se lesiona ou fica suspenso, é um Deus nos acuda. Até o tão questionado Marcos Junior faz falta.

Deixando de lado as questões envolvendo o comando técnico e elenco, convido o tricolor para uma reflexão imparcial sobre os dezoito meses de gestão do presidente Pedro Abad. Vamos lá: O Fluminense…

…conquistou algum título?

…realizou boas vendas?

…realizou boas compras?

…valorizou o seu torcedor?

…realizou um bom trabalho de Marketing?

…realiza um bom trabalho de comunicação?

…realiza um bom trabalho na área Jurídica?

…é um clube transparente?

…tem se defendido de ataques que mancham sua imagem institucional?

…tem lutado contra os sucessivos erros de arbitragem?

…tem brigado pelos seus direitos no Maracanã?

…desinchou o seu quadro de funcionários e pessoas jurídicas?

…deixou de cumprir algum acordo com o Ministério Público?

…jamais deixou de cumprir as regras previstas no Profut?

…fechou bons patrocínios?

…avançou positivamente em algo?

Ainda tem outras situações, mas vou encerrar por aqui. Deixo as perguntas para uma profunda reflexão do torcedor tricolor.

Por hoje é só.

Saudações Tricolores

Vinicius Toledo

Clique aqui e siga-me no Twitter!

VEJA AINDA: VÍDEO – Nike Futebol apresenta: “Vai na Brasileiragem”

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE