O pós-jogo que irrita mais que qualquer derrota