É assim que querem a presença da torcida?




Amigos Tricolores, partidinha sonolenta do nosso Fluzão ontem! Dois a zero logo com 18 minutos de jogo, prenúncio de goleada?

Que nada!… Quem não consegue esse time do Fluminense? Cantei logo a bola para amigos: Este jogo vai ficar muito chato… Vai começar o futebol mesquinharia…

O resultado já estava arrumado, o adversário era muito fraco, sem aparente nenhum poder de reação, salvo aqueles dos deuses do futebol e da máxima de Muricy amarelão: “A bola pune!”

Mas ontem, vendo aquele fraquíssimo time do Nova Iguaçu em campo, parecia mesmo que só havia uma chance deles fazerem um gol: teria que ser um gol contra, ou um gol dado por jogador tricolor.

Bingo! O Júlio César se encarregou da proeza. Bola atrasada em cobrança de falta, ele rebate bisonhamente para baixo, a bola quica e vai na cabeça do atacante, que acreditou no rebote, mais do que nosso sonolento zagueiro, que ficou parado.

Só que o timeco deles é tão fraco que o gol não serviu para nada. O Flu continuou a tocar bolinhas irritantemente e eles nem mesmo combatiam a saída de bola, e ficou parecendo um jogo de compadres. O Flu covardemente tocando bolas para trás e os new-iguaçuanos assistindo.

No final um atleta deles disse em entrevista que não podiam sair muito, pois mesmo sem pontuar no jogo, perder de pouco pode ser importante num possível desempate por saldo, na hora de saber quem vai cair. Santa mediocridade…

Então virou o jogo do que não sabia contra o que não queria mais nada. Ou seja, não houve mais jogo.

E o respeito com a galera tricolor? Ouvi vários jogadores durante a semana chamando a torcida para o jogo. Dizendo que sentiam a falta de mais torcedores. Que o jogo era no Maraca etc.

E ainda cobraram ingresso caro!

O torcedor não caiu muito nessa. Três mil e poucos pagantes no estádio.

Não adianta: o Campeonato é bisonho, o adversário era fraco, o Flu iria poupar – como poupou – alguns jogadores, o horário era patético, e mesmo o time titular já não motiva muito a galera.

Isso fora o fato de que a torcida foi desacostumada a ir a jogos. Foram seguidos anos sem estádio decente, marcação de jogos em Volta Redonda, Mesquita e De Los Raios que o Partam, desmontagem de um time quase inteiro, vendas, descartes e perdas na Justiça de diversos ídolos… Tudo isso combinado com um campeonato asqueroso, de cartas marcadas, regulamentos estapafúrdios e cidade violenta.

Tantos ingredientes jogando contra não podiam mesmo levar o público ao estádio. E não vai ser fácil conquistar a galera novamente.

Sem time, sem motivação, sem ídolos, sem jogos atraentes, e num campeonato falido… Fica difícil.

Ontem um pouquinho de motivação que fosse e o Flu aplicaria uma goleada sonora, motivaria um pouquinho a torcida, chamaria torcedores para novos jogos e o time não sairia de campo vaiado.

Se Richard estava suspenso e Marcos Junior foi poupado, juntamente com Renato Chaves, para que Reginaldo pegasse ritmo para o jogo contra o Avaí (pois Renato Chaves está suspenso), que pelo menos os que entraram em campo honrassem um pouco mais a camisa, e motivassem os heróis que foram ao Maraca, torcedores que merecem todo o respeito!

O jogo é só na quinta-feira! Muito mais do que cansar, um segundo tempo decente serviria para treinar jogadas e dar ritmo aos que estavam em campo!

No ano passado o Fluminense poupou um time inteiro contra o mesmo Nova Iguaçu e perdeu por 3 x 1, numa derrota muito dura, que inclusive tirou nossa invencibilidade na competição. Perguntem se o Nova Iguaçu tirou o pé… Mandou ver, e conseguiu inclusive sua única vitória sobre o Fluminense na História…

Enfim, Amigos, foi isso. Dois a um medíocre, gols de Pedro e Reginaldo. Futebol mesquinharia. Time praticamente já classificado, só um absurdo nos tiraria das semifinais do segundo turno do semicampeonato, o falido carioqueco. Os jogadores só têm que entender que conquistar a classificação é obrigação num estadualeco desses: obrigação mesmo é conseguir conquistar a torcida, a cada jogo!

Vamos esperar que tanta economia de energia ontem possa resultar num time muito focado e interessado no jogo quinta-feira, pois reverter o resultado negativo do primeiro jogo, no Engenhão, passa a ser obrigação, e o primeiro desafio efetivo da temporada.

Vamos pra cima do Avaí na Ressacada, e é sempre bom lembrar que não haverá gol qualificado na casa do adversário. Ou seja, qualquer vitória por um gol leva a pênaltis. Por mais de um gol nos classifica.

Por falar nisso, já estariam os rapazes treinando pênaltis exaustivamente há alguns dias? No mundo moderno dos treinos secretos em CT essa pergunta não pode ser respondida, mas espero sinceramente que o Abel não tenha esquecido esse detalhe, fundamental para todas as fases de mata-matas de tantas competições que preveem tal desempate.

Pelo segundo turno de Sub-20, sábado, nas Laranjeiras, o Flu ganhou de 1 x 0 do Nova Iguaçu, gol de Macula. Duas vitórias em dois jogos na Taça Rio, pois ganhamos do Vasco na quarta-feira, também por 1 x 0. Próximo jogo será quarta-feira, 10 horas, na Gávea, contra o time do cheirinho.

Quinta-feira temos que virar o jogo! Sem poupar, sem perder tempo, indo pra cima desde o início do jogo, tentando o resultado desde o início…

Porque O IMPORTANTE É O SEGUINTE: SÓ DÁ NENSE!!!

Por PAULONENSE / Explosão Tricolor



Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

SEJA PARCEIRO DO EXPLOSÃO TRICOLOR! – Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com



PUBLICIDADE