Fluminense terá improvisação na lateral-esquerda diante do América-MG




Caio Paulista (Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C.)



Quando Fernando Diniz teve sua primeira semana livre para treinar desde que reassumiu o Fluminense, uma das novidades que o técnico promoveu no time foi a improvisação de Caio Paulista como lateral-esquerdo para o jogo contra o Juventude em Caxias do Sul. Porém, com o campo do estádio Alfredo Jaconi alagado pela chuva na ocasião, o futebol deu lugar ao “polo aquático”, e o teste com o atacante foi literalmente por água abaixo na derrota por 1 a 0.

Dez dias depois, sem previsão de chuva em Belo Horizonte, o experimento vai se repetir contra o América-MG nesta quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Independência, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem Cris Silva e Pineida, ambos machucados, Marlon voltou a ser relacionado depois de quatro jogos e está com a delegação tricolor na capital mineira. Mas o ge apurou que nos treinos para o jogo o escolhido por Diniz para a posição foi Caio Paulista.

Diniz tem no currículo algumas experiências de jogadores que vingaram nas laterais. Como o próprio Samuel Xavier, que era meio de campo e foi efetivado pelo treinador de ala direito no início da carreira no Paulista de Jundiaí-SP. Mas o maior exemplo é Caio Henrique, que chegou ao Fluminense como meia, virou lateral-esquerdo com o técnico e atualmente brilha pelo Monaco, da França – em abril, chegou a ser o ala com mais assistências na Europa. Desde seu retorno ao Tricolor, o comandante também já testou o volante Yago Felipe na função, tanto pela esquerda quanto pela direita.

(CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE)



E a oportunidade de mostrar serviço em nova função surge em uma cidade onde Caio Paulista guarda uma recordação especial: dois anos atrás no Mineirão, a 20 km do Independência, um desacreditado atacante surpreendeu a torcida e marcou o seu primeiro gol como profissional. E foi um golaço: um chute seco de fora da área, no ângulo (veja no vídeo acima), que fez o Fluminense arrancar um empate contra o então líder Atlético-MG no Brasileirão de 2020.

Se BH traz boas recordações a Caio Paulista, (ainda) não se pode dizer o mesmo do Independência. Este será apenas o primeiro jogo dele no estádio como profissional. Pelo Avaí, o jogador não chegou a enfrentar o América-MG fora de casa; e em 2020, quando chegou ao Fluminense, o Coelho estava na Série B. Desde então, a única partida do Tricolor no local foi a derrota por 1 a 0 no ano passado para os mineiros, mas o atacante na época estava com uma lesão na coxa e não foi relacionado.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com

PUBLICIDADE