Os deuses do futebol aprovaram




Paulo Henrique Ganso (Foto: Lucas Merçon / fluminense FC)

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Os deuses do futebol aprovaram

Tudo bem, sei que era apenas o Ypiranga, da divisão de acesso do Gauchão. No entanto, os lances geniais do Paulo Henrique Ganso merecem ser exaltados. Logo de cara, ele finalizou olhando de lado. Que toque nojento na bola, coisa de gênio! Depois, enfileirou os marcadores num lance que poderia ter terminado num gol de placa.

Não satisfeito, o nosso camisa dez deu um belíssimo passe para Caio Henrique no lance que originou o segundo gol. Antes do intervalo, uma linda cobrança de falta que só não entrou pelo fato do goleiro ter voado para mandar pra escanteio. Acho até que o goleirão só salvou pelo fato ter sido do Ganso. Não tem jeito, o adversário sempre se concentra muito mais na hora de encarar um gênio.

Na volta do intervalo, o ritmo ficou mais cadenciado. Algo justificável. Com amplo domínio da partida e classificação bem encaminhada, não seria inteligente se desgastar tanto.

Apesar do ritmo mais lento, os deuses do futebol determinaram um desfecho de ouro no Maracanã: “Bota um gol de barriga do maestro para a noite terminar completa”, sentenciou  turma lá de cima. Belo sinal para primeiro gol. Para delírio dos tricolores e desespero dos rubro-negros, que passarão o dia sendo obrigados a ver ou escutar novamente o gol de barriga da decisão de 1995 nos jornais, rádios, sites e TV. E se fugir das mídias, pode ter certeza que ouvirão alguma zoação no trabalho, rua, padaria ou boteco.

Quando a fé é grande, as coisas acontecem. No caso do Ganso, boa parte da torcida deposita muita fé nele. O adversário era fraquíssimo, mas pouco importa. O importante é o maestro jogar com felicidade e, consequentemente, reencontrar o caminho das vitórias e conquistas com o nosso Fluminense!

Fé!

Forte abraço!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE