Veja as notas das atuações de Cabofriense 0x1 Fluminense






Luccas Claro, Nenê e Matheus Alessandro foram os destaques 

Confira as notas das atuações dos jogadores tricolores na vitória sobre a Cabofriense por 1 a 0, em partida válida pela 1ª rodada da fase de grupos da Taça Guanabara 2020.

Marcos Felipe

Fez uma sensacional defesa na primeira etapa. No restante foi bem pelo alto e seguro. Nota: 7,0

Gilberto

Tímido no apoio e razoável na marcação. Nota: 5,5

Luccas Claro

Boa partida! Se impôs diante dos adversários, chegou bem lá na frente e ainda salvou um gol certo da Cabofriense. Nota: 8,0

Matheus Ferraz

O “Maldini Ferraz” mandou bem na saída de bola e se posicionou corretamente para realizar algumas intervenções. No ataque, chegou a carimbar a trave do goleiro da Cabofriense. Nota: 7,5

Orinho

Teve problemas nos primeiros trinta minutos para segurar o lado direito da Cabofriense, mas depois ficou mais tranquilo com o deslocamento do Nenê para ajudar a compor o lado esquerdo tricolor. Se soltou mais no segundo tempo e ajudou na evolução de algumas jogadas. Nota: 5,5

Yuri

Foi forte na marcação e fez o básico com as bolas nos pés, ou seja, toque para o lado. Nota: 5,5

Hudson

Se movimentou bastante, buscou o jogo e deu uma bela assistência para o Nenê marcar o gol da vitória do Fluminense. Em alguns momento, pareceu um pouco perdido na marcação, mas não comprometeu. No geral, boa atuação. Nota: 7,0

Dodi

Apesar da disposição, foi apenas razoável na marcação e muito discreto na transição. Nota: 4,5

Nenê

Sozinho na criação, se esforçou bastante para tentar conduzir o Fluminense ao ataque, mas o restante do time não ajudou. No final, o esforço foi premiado com o gol da vitória, que diga-se de passagem, ele teve muita categoria e frieza para finalizar. Nota: 8,0

 Lucas Barcelos

Até ajudou na recomposição, mas em termos ofensivo deixou a desejar. Sofreu um pênalti escandaloso no segundo tempo que foi ignorado pela arbitragem. Nota: 4,0

Felippe Cardoso

Perdido no ataque. Até tentou se esforçar, mas a atuação foi ruim. Nota: 2,0

Pablo Dyego

Quando foi acionado, a bola atrapalhou… Para piorar, deu um carrinho por trás na linha de fundo adversária e, consequentemente, recebeu o cartão amarelo. Nota: 1,5

Miguel

O garoto entrou nos quinze minutos finais e ajudou o Fluminense a pressionar a Cabofriense até abrir o marcador. Já deveria ter entrado muito antes… Nota: 6,0

Matheus Alessandro

Entrou nos minutos finais, mas foi o suficiente para incendiar a partida. Iniciou a jogada do gol da vitória. Nota: 7,0

Odair Hellmann

Se a proposta de jogo é a de entrar com três volantes, a escalação foi correta por mais que o time tenha ficado engessado. Porém, demorou para mudar o time na segunda etapa. O Miguel, por exemplo, era para ter entrado mais cedo, pois o time precisava de mais qualidade na criação. De qualquer forma, não dá para avaliar o trabalho, que foi a campo com apenas sete treinos e um time totalmente esfacelado. Valeu pela vitória. Nota: 6,0

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



Por Explosão Tricolor

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmai

PUBLICIDADE