Sem medo de ser feliz!




Yony González (Foto: Lucas Merçon / FluminenseFC)

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Primeiramente, confesso que o sentimento para o decisivo clássico desta quinta é de muita tristeza. O que ocorreu no Ninho do Urubu ainda dói em muitos de nós. Foi muito chocante, muito mesmo.

É óbvio que a comoção será enorme antes da bola rolar no Fla-Flu. A emoção vai explodir no campo e na arquibancada. No entanto, a vida tem que seguir. O duelo de logo mais é decisão das grandes para o Fluminense. Muitos dirão: “Ah, mas é apenas simbólico! Isso não vale nada!”. Pois é, mas não é bem assim que a banda toca.

Logo de cara, quem levar o caneco da Taça Guanabara embolsará R$ 850 mil. Pouco? Claro que não. Ainda mais para um clube que está arruinado financeiramente. De quebra, garantirá uma vaga na semifinal do Campeonato Carioca com direito a vantagem do empate.

Além da questão financeira e técnica, o Fluminense está devendo muito quando o assunto é clássico. Não à toa, a venda de ingresso para o setor tricolor está um fiasco. Ou seja, já passou da hora de começar a mudar esse terrível retrospecto.

É importante que a torcida se conscientize que o time ainda está em construção. Em breve, o Fluminense ganhará os reforços de Gilberto, Paulo Henrique Ganso e Pedro. Portanto, a tendência é que a equipe ganhe muita qualidade técnica diferenciada para o restante da temporada.

Mesmo em construção, a rapaziada comandada pelo Fernando Diniz tem que entrar em campo sem medo de ser feliz. O favoritismo é rubro-negro, mas futebol se ganha no campo. O Fluminense não deve de forma alguma abrir mão da sua forma de jogar. No entanto, será necessário que o time tenha algo fundamental para buscar a vitória: ATITUDE!

Apesar da tristeza e de tantas dificuldades, hoje é vencer ou vencer!

Rapidinhas

Hoje é o dia?

O Ezequiel não me convenceu até aqui. E olha que pegou só molezinha… Portanto, hoje é o dia dele queimar minha língua, caso contrário…

Merece uma chance

Acho que o Caio Henrique tem que ser titular no lugar do Airton. O moleque é técnico, marca bem e executa a transição com eficiência.

Fará falta

O Mascarenhas fará falta. Vinha numa excelente sequência.

Saudações Tricolores!

Vinicius Toledo



PUBLICIDADE