Uma “brincadeira” de quase R$ 18 milhões




Foto: Fluminense FC

Utilize o cupom de desconto do Explosão Tricolor no ato da compra → explosaotricolor



Uma brincadeira de quase R$ 18 milhões

Na última segunda-feira, a juíza Katia Emilio Louzada, titular da 54ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, acatou o pedido do zagueiro Henrique e condenou o Fluminense a pagar uma indenização de R$ 9,1 milhões.

Atualmente, Henrique defende o Corinthians. Após ter sido dispensado pela diretoria tricolor através do WhatsApp, no final do ano passado, o jogador acertou com o Corinthians. Ou seja, o Fluminense não levou nenhuma compensação.

Na época, os dirigentes tricolores alegaram que os vencimentos do zagueiro, que giravam em torno de R$ 450 mil mensais, estavam fora da realidade do clube. No entanto, a forma que o jogador foi dispensado acabou custando muito caro aos combalidos cofres tricolores. Henrique acionou o clube na Justiça para reclamar de pagamento de salários, férias, prêmios atrasados e rescisão contratual. Diante deste cenário, a juíza condenou o Fluminense a pagar uma indenização de R$ 9,1 milhões ao jogador.

Vale destacar que o jogador foi contratado pelo Fluminense no final de 2015. O Tricolor pagou cerca R$ 8,6 milhões ao Napoli, da Itália, para adquirir os direitos econômicos do zagueiro. Somando os valores da compra e da indenização, a “brincadeira” custou R$ 17,7 milhões.

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



VEJA AINDA:

Através da Justiça Comum, Pedro Abad tentará impedir votação de impeachment

Por Explosão Tricolor 

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

E-mail para contato: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE