Bastou fazer o básico




Luccas (FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Vamos lá…

Primeiramente, vencer o Sport era uma obrigação do Fluminense. Não apenas pela situação na tabela de classificação, mas, principalmente, por todo o contexto problemático do adversário, que vive grande crise em seus bastidores. Porém, o técnico Roger Machado se superou na escalação inicial. Considerando apenas os setores de meio de campo e ataque, não dá para achar que seja normal escalar Wellington, Cazares, Nenê e Ganso juntos. Honestamente, parecia até que era uma reedição do inesquecível “Canal 100“.

Os primeiros minutos até foram bons, mas para quem já tinha a noção do equívoco na escalação, com certeza já sabia que o bom início não se sustentaria por muito tempo. Pois é, o Fluminense perdeu o gás rápido. Apenas o Luiz Henrique dava alguma intensidade e profundidade ao time.

Já o Sport até fez o Muriel trabalhar muito bem em duas ocasiões, porém, só abriu o marcador na Ilha do Retiro por conta de um erro inaceitável do David Braz. Com toda sinceridade, um zagueiro experiente não pode tentar cortar um cruzamento com os braços abertos. Mais uma vez digo: inaceitável!

No segundo tempo, o time até voltou com outra postura, mas com um pequeno ajuste que fez toda a diferença: Lucca no lugar do Nenê e Ganso, que estava de “falso nove”, indo para o meio. Essa “mudança básica” foi o suficiente para o Fluminense buscar a virada, que veio com dois cruzamentos do Danilo Barcelos e dois gols do Lucca. Deve ter sido alguma ação espiritual do Gravatinha, Ximbica, Nelson Rodrigues, Assis, Washington, Super Ézio, Telê Santana, Pinheiro, Mário Lago, Januário de Oliveira, etc…

Por mais que a vitória fosse obrigação, os três pontos conquistados em Recife são de extrema importância. É lógico que não dá para deixar passar batido o erro grosseiro na escalação inicial, mas, no final das contas, o Fluminense venceu.

Agora é juntar todas as forças para fazer um grande jogo contra o Cerro Porteño, em Assunção, na próxima terça. Com alguns dos principais jogadores descansados, acredito que o Fluminense entrará forte para o confronto contra os paraguaios, que não disputam uma partida oficial desde o dia 28 de maio.

Observações:

– Gostei da atuação do Muriel. Pelo tempo que estava sem atuar, ele mandou bem.

– Manoel atuou com tranquilidade e segurança.

– Matheus Martins entrou bem. Tem grande potencial, que merece ser desenvolvido com uma atenção especial.

– Danilo Barcelos não vinha jogando nada, mas futebol sempre apronta das suas…

– Siga-me no Twitter através do perfil @ViniFLU18 (clique aqui)

Forte abraço e ST!

Vinicius Toledo

Pedido!

Clique aqui e realize a sua inscrição no canal do Explosão Tricolor, no YouTube!

Clique aqui e veja a lista com as últimas notícias do Fluzão!



PUBLICIDADE