Em reunião realizada no Conselho Deliberativo, Cacá Cardoso afirma que foi vítima de golpe 





Ex-vice geral, Cacá Cardoso criticou duramente o presidente Pedro Abad

Em reunião realizada pelo Conselho Deliberativo, ocorrida na noite de ontem, o ex-vice geral do Fluminense, Cacá Cardoso, não poupou o presidente Pedro Abad de pesadas críticas.

A sessão, que foi marcada para avaliar a venda do meia Gerson ao Roma, acabou servindo para aumentar ainda mais a tensão nos bastidores da política do clube. Cacá Cardoso, que entrou o seu cargo na semana retrasada, acusou o presidente Pedro Abad de não ter palavra e ainda disse que o seu grupo, Unido e Forte, foi vítima de um golpe.

“O que de fato faltou foi, em primeiro lugar, foi a verdade: o quadro descortinado pela recém empossada vice-presidência de finanças era muito mais grave do que aquele alardeado em campanha como um feito da gestão passada, um verdadeiro troféu. Logo a seguir, passou a faltar a palavra. Tudo que fora combinado, posto no papel e assinado não foi cumprido. Em resumo: faltou a palavra. Para mim, isso basta. Aliás, isso para mim que é um golpe! Fomos vítimas de um golpe! Simples assim” – Cacá Cardoso.

A frase de Cacá Cardoso remete ao apoio do ex-presidente Peter Siemsen a Pedro Abad e à aliança feita com a Flusócio, grupo do presidente, na última campanha eleitoral. Segundo o jornalista Caio Blois, do portal Globo Esporte, o atual mandatário estava presente à reunião ocorrida no Salão Nobre do Fluminense.


VEJA AINDA:

Saiba quanto o Fluminense levará na venda do Fabinho para o Liverpool

Do que somos capazes? (por Toni Moraes)

Levantamento de emissora de TV aponta Pedro como o jogador mais letal do Brasileirão

Por Explosão Tricolor / Fonte: Globo Esporte

Siga-nos no Twitter e curta nossa página no Facebook

INSCREVA-SE no nosso canal do YouTube e acompanhe os nossos programas!

Entre em contato através do e-mail: explosao.tricolor@gmail.com 

PUBLICIDADE